Tudo sobre cronograma capilar

cronograma capilar

Já falei aqui sobre o cronograma capilar (CC) e aqui sobre a importância de utilizarmos este método de tratamento do nosso cabelo para conseguirmos um cabelo sem frizz. O objetivo é termos fios hidratados e alinhados, o que perante todas as agressões que fazemos ao nosso cabelo não é tarefa fácil. Um dos aspetos importantes no cronograma capilar consiste em escolher 3 tipos de máscaras de forma a hidratar, nutrir e reconstruir o teu cabelo (3 passos diferentes – logo 3 tipos de máscaras). Saber que ingredientes escolher em cada máscara não é difícil. A presença e concentração de cada ingrediente ajuda a orientar na escolha de cada máscara (e não o que ela diz no rótulo nem a marca).

Ingredientes a ter em atenção nas máscaras

Para ser mais fácil escolheres as tuas máscaras vou listar os ingredientes que deves encontrar em maiores concentrações em cada uma delas (que terão de aparecer nos primeiros lugares na lista de ingredientes). Mais à frente vou explicar com que ordem podemos usar as diferentes máscaras (dependendo do cabelo). É muito importante ter em conta que este método tem muito de empírico e que efetivamente o “sucesso” do cronograma capilar está em grande parte na forma como fazemos a lavagem do cabelo (não usar champô nos comprimentos não faz ressecar tanto as hastes capilares) e porque a deposição de ingredientes (de máscaras e condicionadores) nas hastes capilares dá-lhes maior suavidade, brilho e menos frizz.

Máscaras de hidratação

As máscaras de hidratação têm como efeito imediato conferir maciez e desembaraçar o cabelo. Cabelos opacos e ressequidos precisam destas máscaras (por exemplo durante a exposição solar) e o resultado é um cabelo suave, leve e macio. Os ingredientes que deves procurar neste tipo de máscaras são: glicerina, pantenol, aloe vera, extratos vegetais de frutas e plantas, mel, aveia, derivados de açúcar e álcoois gordos. Deves procurar os seguintes termos nos ingredientes do rótulo: “extract” que significa extratos (habitualmente de plantas e frutas – alguns exemplos: melissa officinalis leaf extract, rosemarinus officinalis leaf extract), glycerin, glicol, gliceryl, cetyl alcohol, cetearyl alcohol, panthenol, aloe barbadensis extract, aloe vera. Gosto por exemplo da Ultra Suave Delicadeza de Aveia, adoro a Mythic Oil cabelos finos (embora o nome engane, a de cabelos finos é apta para a fase de hidratação) da L’Oréal Professionnel. Estas máscaras têm 3-5 minutos de tempo de pose. Uma outra opção são as ampolas Reparação 1 Minuto da Pantene (eu deixo um pouco mais que 1 minuto).

cronograma capilar

Máscaras de nutrição

Este tipo de máscara é uma etapa muito querida dos cabelos crespos, encaracolados e até dos finos e ásperos e o resultado é maior definição dos fios e menos frizz! Cabelos porosos, com excesso de volume e frizz gostam destas máscaras. Os ingredientes a procurar são os óleos (como o de côco, argão, abacate e outros) e também fórmulas ricas em manteigas, como a de carité e de cacau, por exemplo. No rótulo procura por estes termos: oil e butter, como coconut oil, shea butter, olive oil, avocado oil, argania spinosa oil. É fácil de decorar: óleos e manteigas são ótimos ingredientes nas máscaras de nutrição, e como tal devem aparecer listados nos ingredientes nas primeiras posições. Gosto por exemplo da Ultra Suave Óleo de Abacate e Manteiga de Karité, a Ultra Suave Seiva Reparadora com Óleo de Rícino e Seiva de Ácer, a Nutricerat da Ducray, a Dancoly hair mask. Estas máscaras têm 3-5 minutos de tempo de pose. A máscara Nourish da Lazartigue é uma opção que deixa o cabelo ultra nutrido e muito suave. Esta pode ser usada de duas formas, tal como todas as máscaras da marca: em cabelo seco durante 40 minutos (permite espalhar muito bem pelas zonas todas que queremos), depois lavamos o cabelo e colocamos mais 5 minutos, ou então apenas os 5 minutos em cabelo lavado.

cronograma capilar

Máscaras de reconstrução

Este tipo de máscara pode ajudar repor a massa e aqui devemos procurar fórmulas com proteínas e aminoácidos. Os ingredientes que deves encontrar são a queratina, creatina, arginina, cisteína, ceramidas, colagénio e aminoácidos. No rótulo deves procurar por estes termos: keratin, hydrolyzed keratin, hydrolyzed collagen protein, creatine, arginine, cysteine, aminoacids, wheat protein, wheat aminoacids, hydrolyzed soy protein, entre outros. É provável que não encontres máscaras com estas designações logo no início da lista de ingredientes, mas se existirem reserva estas máscaras para a etapa de reconstrução. Uso a Fibre Force da Schwarzkopf. Esta máscara tem 10 minutos de tempo de pose, mas só faço 1 vez por mês. Temos de ter em conta que este tipo de ingrediente tem uma estrutura molecular grande, o que significa que não é possível garantir a absorção pelas hastes capilares (também não encontrei informação nenhuma em contrário). Opções mais em conta: as máscaras Gliss  (qualquer uma que contenha queratina). Uma outra opção é a máscara Repair da Lazartigue, aliás toda a linha é incrível e funciona como um “penso” para o cabelo estragado. Pode ser usada de duas formas: em cabelo seco durante 40 minutos (permite espalhar muito bem pelas zonas todas que queremos), depois lavamos 0 cabelo e colocamos mais 5 minutos, ou então apenas os 5 minutos em cabelo lavado.

É frequente vermos vários ingredientes numa mesma máscara. Quando assim é, o que faço é naquelas que têm mais ingredientes hidratantes nas primeiras posições (o que significa em maior concentração) determino que essa é uma máscara de hidratação. MAS… qualquer uma que contenha ingredientes da etapa de reconstrução eu reservo APENAS para a fase de reconstrução. Mais fácil?

cronograma capilar

Se tudo isto é marketing?

Não podemos descartar essa hipótese. Afinal, e dando apenas o meu exemplo, eu que raramente usava máscaras, hoje em dia uso máscara 3 vezes por semana. Sigo um esquema. Mas compro as máscaras que quero. Não é uma marca que “ganha mais” que outra. Na verdade todas ganham se todas fizermos cronograma capilar, e muitas mais máscaras serão vendidas, é um facto. Se é indiferente o esquema? Também faria sentido ser indiferente a ordem. Basicamente com o esquema eu oriento-me. Coloco nas notas do telemóvel e vou fazendo um visto à medida que vou fazendo as máscaras. De qualquer maneira, se fosse só marketing não haveria resultados tão bons com este método que pode ser feito com qualquer marca que se queira (e de qualquer preço). Em todo o caso devemos pensar que os resultados super positivos deste método assentam em grande parte na lavagem e na frequência com que realizamos máscara (e colocamos condicionador). Já experimentei trocar o esquema, já experimentei fazer só máscaras de hidratação. O meu cabelo não respondeu da mesma forma, por isso decidi manter-me fiel ao esquema para o meu cabelo.

Mais fácil agora? Só falta colocar em prática e ver qual o esquema mais adequado ao teu tipo de cabelo!

Mas como colocar em prática?

Então agora vou explicar-te como deves usar as máscaras no teu cabelo. Aqui não faz sentido sermos paranóicas com a ordem das máscaras. A ordem basicamente ajuda a termos um “fio condutor” e a utilizar ingredientes diferentes no nosso cabelo. Cabelos com química (cor ou alisamento) podem ter necessidades diferentes de um cabelo virgem. Um cabelo virgem que não usa fontes de calor está muito menos danificado. O cronograma capilar vai devolver maciez, suavidade e brilho aos fios.

cronograma capilar

Quantas vezes por semana?

Podes fazer máscara 2 ou 3 vezes por semana. Eu opto por fazer 3 vezes e gosto dos resultados no meu cabelo (3ª, 5ª e domingo). Mas 2 vezes é igualmente uma boa periodicidade. Vou mostrar-te abaixo os esquemas para fazer máscaras 2 e 3 x por semana. Cada letra corresponde a uma fase: H (fazer máscara de hidratação), N (fazer máscara de nutrição) e R (fazer máscara de reconstrução). Nota: o CC é uma forma de cuidar do cabelo, não são só as 4 semanas. Eu faço sempre e como as diferenças no meu cabelo são substanciais, vou continuar.

Cabelos virgens – sem cor nem química: CC para cabelos saudáveis

Se tiveres os cabelos virgens (sem cor nem química) e não usares fontes de calor, fazes o CC para cabelos saudáveis. O esquema é: 1ª semana: H / H / N; 2ª semana: H / N / H; 3ª semana: H / H / N; 4ª semana: H / N / R (acaba e voltas ao esquema da 1ª semana e assim sucessivamente)

Para quem quer fazer apenas 2 vezes por semana, o esquema é: 1ª semana: H / H ou N ; 2ª semana: H / N; 3ª semana: H / N; 4ª semana: H / R (acaba e voltas ao esquema da 1ª semana e assim sucessivamente)

Cabelos virgens mas que usam fontes de calor: CC para cabelos danificados

Se tiveres os cabelos sem cor nem química mas usares fontes de calor, fazes o CC para cabelos danificados. O esquema é este: 1ª semana: H / N / H; 2ª semana: H / H / N; 3ª semana: H / N / H; 4ª semana: H / N / R (acaba e voltas ao esquema da 1ª semana e assim sucessivamente)

Para quem quer fazer apenas 2 vezes por semana, o esquema é: 1ª semana: H / N ; 2ª semana: H / N; 3ª semana: H / N; 4ª semana: H / R (acaba e voltas ao esquema da 1ª semana e assim sucessivamente)

Cabelos com cor ou química (que usam ou não fontes de calor): CC para cabelos muito danificados

Se tiveres os cabelos com cor ou química (quer uses ou não fontes de calor), fazes o CC para cabelos muito danificados. O esquema é: 1ª semana: H / N / R; 2ª semana: N / H / N; 3ª semana: H / N / R; 4ª semana: H / H / N (acaba e voltas ao esquema da 1ª semana e assim sucessivamente)

Para quem quer fazer apenas 2 vezes por semana, o esquema é: 1ª semana: H / N ; 2ª semana: H ou N / R; 3ª semana: H / N; 4ª semana: H ou N / R (acaba e voltas ao esquema da 1ª semana e assim sucessivamente)

Cabelos com cor ou química e que estejam elásticos

Por fim, se tiveres os cabelos com cor ou química (e usares ou não fontes de calor) e os cabelos estiverem elásticos (ao esticares um fio de cabelo ele “rebenta”, parte como uma pastilha elástica imediatamente) fazes o CC para cabelos elásticos. E o esquema é: 1ª semana: N / R / N; 2ª semana: R / N / R; 3ª semana: H / N / R; 4ª semana: R / N / R (acaba e voltas ao esquema da 1ª semana e assim sucessivamente)

Para quem quer fazer apenas 2 vezes por semana, o esquema é: 1ª semana: N / R ; 2ª semana: N / R; 3ª semana: H / R; 4ª semana: N / R (acaba e voltas ao esquema da 1ª semana e assim sucessivamente)

Atenção, só deve fazer este esquema quem tiver mesmo o cabelo elástico, caso contrário poderá deixar o cabelo com uma sensação de “dureza”. Isto acontece quando usamos muito frequentemente produtos com queratina, aminoácidos, etc.

cronograma capilar

Resultados no meu cabelo e notas importantes
  1. A máscara não deve ser colocada nos fios de cabelo completamente encharcados. Deves espremer toda a água do cabelo (com todo o cuidado, claro) e só então colocar a máscara. Cumpre os tempos definidos nas embalagens. Se achas que não vais conseguir ter uma rotina com máscaras de 10 minutos de pose (quem tem tempo para isso?) não faças! Escolhe máscaras com 3-5 minutos de pose.
  2. Enquanto a máscara está a fazer efeito, eu vou lavando o rosto, o corpo, usando o produto de higiene íntima. Por vezes também utilizo a pedra pomes ou faço uma esfoliação ao corpo (cada 15 dias). É o tempo suficiente, não desperdiço tempo no banho, mas marco no relógio, e até podes usar um timer de cozinha. Quando apita, retiras a máscara.
  3. A seguir à máscara, que deves retirar com água morna (a fria não retira todos os resíduos), podes colocar o condicionador (mais uma vez retirando bem toda a água dos fios). Este passo pode ajudar a selar as cutículas. Apesar de a maior parte das marcas em Portugal não comunicar o pH de um produto, faz-me mais sentido usar o condicionador no fim, pois o objetivo do condicionador é amaciar e selar as cutículas (os champôs abrem as cutículas durante a lavagem). Usa o condicionador que mais gostares, e o tempo de pose deverá ser o indicado. Se não estiver indicado deixa 1-2 minutos, é o suficiente para fazer o seu trabalho.
  4. Quando irás ver resultados? No meu caso comecei a ver ao fim de 2 / 3 meses. Não foi imediato. Volto a publicar esta fotografia que mostra bem o antes e depois de ter começado a fazer cronograma capilar (e muitos outros cuidados de que falei aqui).

cronograma capilar

Já conhecias o cronograma capilar? Tentada a começar?

Fotografia: minha (2014), Márcia Soares (2019) e Yellow Savages (máscaras)

 

Posts relacionados

Go XXL Ciment Jean Louis David: densidade e volume garantidos!

Recentemente estive no salão Jean Louis David para fazer um brushing e decidi experimentar um produto que me foi recomendado por uma das profissionais, em vez da tradicional mousse (para dar volume): o Go XXL Cim...

Abril 9, 2024

“Revele o seu melhor cabelo”: o guia sobre queda de cabelo

Estava a preparar esta surpresa há vários meses! A queda de cabelo é um problema que afeta milhões de pessoas em todo o mundo mas também uma área onde a desinformação é abundante. Por muito tempo fui vítima da fa...

Março 17, 2024

Le Spray Fixant e Le Spray Volume da Sisley: volume no máximo!

Desde há uns meses que passei a usar SEMPRE que uso o secador, o Le Spray Volume da Hair Rituel by Sisley nas raízes do cabelo e estou totalmente obcecada por ele. Agora é complementado pelo novo Le Spray Fixant ...

Março 14, 2024

33 comentários

  1. Felicidade Santos diz:

    Olá Joana, nem sei como agradecer por este trabalho que tem feito ❤️ Sinceramente, até hoje nem um médico ou profissional do cabelo explicou de uma forma tão profissional mas ao mesmo tempo tão “acessível como a Joana fez. Tem aqui imenso trabalho, entrega e amor dedicado. Muito, muito obrigada ❤️

    1. Joana Alvares diz:

      Olá Felicidade. Muito obrigada pelas tuas palavras. Fico tão feliz por receber um feedback tão positivo! Um grande beijinho, Joana

  2. paula diz:

    Descobri há pouco o site, que acho muito esclarecedor, com informação credível.
    Pinto o cabelo e uso secador, mas tenho cabelo fino com raizes oleosas. Ao fazer o CC não ficará ainda com menos volume?
    E qual o CC mais adequado?

    1. Joana Alvares diz:

      Olá Paula, obrigada pelo teu comentário! 🙂 No teu caso o CC que deves fazer é o de cabelos muito danificados, pois tens cor e usas fontes de calor. Não ficas com menos volume na raiz, pois as máscaras e condicionadores são aplicados apenas nos comprimentos (das orelhas para baixo). O meu cabelo também é fino com raízes olesosas. Nesse caso deves usar um champô adequado. Espreita o artigo que fiz sobre champôs por tipo de cabelo: https://www.beautyst.pt/cabelo/que-champo-te-recomenda-o-dermatologista
      Beijinhos! Joana

  3. Célia Madureira diz:

    Olá Joana.
    Fiquei com uma dúvida. Não se usa o shampô? Começamos logo pela máscara de hidratação, depois nutrição e por fim reconstrução?
    Obrigada.
    Beijinhos,
    Célia

    1. Joana Alvares diz:

      Olá Célia, usa-se sempre champô. Depois do champô escorre-se bem o cabelo e aplica-se a máscara, apenas nos comprimentos. A sequência das máscaras está explicada neste artigo, de acordo com o tipo de cabelo. Um beijinho! Joana

  4. Rute Marques diz:

    Boa tarde Joana. Relativamente ao uso de máscaras sejam elas de H, N ou R, li algures que se deve sempre aplicar condicionador após a máscara, porque é o condicionador que vai permitir “fechar” os fios de cabelo e assim reter o tratamento que se acaba de fazer. É verdade? Seguido o CC, devemos finalizar com condicionador? Parabéns pelo projeto e obrigada pela dedicação

  5. Rute Marques diz:

    Boa tarde Joana. Li algures que se deve aplicar sempre condicionador após o uso de máscaras, pois é o condicionador que vai “fechar” os fios de cabelo e assim reter o tratamento que se acaba de fazer. É verdade? Seguindo o CC devemos terminar com um condicionador? Parabéns pelo projeto e obrigada pela partilha.

    1. Joana Alvares diz:

      Olá Rute, sim, é exatamente isso, até porque há muitas máscaras que não indicam o pH. Se o pH da máscara já for muito baixo (abaixo de 4) dispensa por norma o uso de condicionador. Mas é difícil encontrar uma máscara que diga qual o pH. Eu utilizo condicionador sempre depois de aplicar a máscara (depois de retirar bem toda a água dos fios). Um beijinho! Joana

  6. Barbara diz:

    Olá, quero muito experimentar o CC mas não consigo fazer 3x semana. Se fizer 2x como consigo fazer as 3 máscaras?
    Obrigada

    1. Joana Alvares diz:

      Olá Bárbara! 🙂 Sim, podes fazer 2x por semana também. Qual é o teu tipo de cabelo para te enviar um esquema? 1. Virgem (sem cor ou química) e que não usa fontes de calor; 2. Virgem (sem cor ou química) mas que usa fontes de calor; ou 3. Com química ou cor e que usa (ou não) fontes de calor? Um beijinho! Joana

  7. Teresa Pires diz:

    Olá Joana como uma das resoluções para 2020 gostava de aderir ao CC!
    Será que me pode enviar um esquema para 2 vezes por semana para cabelos virgens e sem utilização de fontes de calor?
    Muito obrigada
    Teresa

    1. Joana Alvares diz:

      Olá Teresa! Vou atualizar este artigo com o cronograma a fazer máscaras 2x por semana! Fica atenta! Beijinhos, Joana

  8. Sofia diz:

    Olá, tenho uma dúvida, se lavo o cabelo 4 vezes na semana, porque vou ao ginásio e não consigo não lavar o cabelo, o que faço no outro dia? Apenas champo e condicionador?

    1. Joana Alvares diz:

      Olá Sofia, sim, nos dias em que não usamos máscara fazemos apenas champô e condicionador. 😉 Um beijinho! Joana

  9. Ana Oliveira diz:

    Olá! Adorei o artigo. Faz sentido alternar o condicionados com o vinagre de brilho? Preciso de aumentar o brilho do meu cabelo!

    1. Joana Alvares diz:

      Olá Ana! Ainda bem que o artigo foi útil para ti! Não faz sentido alternar entre condicionador e o vinagre de brilho – têm funções diferentes. Deves usar o condicionador em TODAS as lavagens (depois de escorrer bem a água dos comprimentos do cabelo) e o vinagre de brilho é para usar apenas no fim, a passar por água (podes optar por usar em todas as lavagens ou não). Se conseguires, passa um jato de água fria no fim. Não esqueças que a alimentação é fundamental para a saúde do cabelo (e para o seu brilho). Podes ver mais informação sobre esta questão aqui:

      https://www.beautyst.pt/cabelo/qual-a-relacao-entre-alimentacao-e-cabelo-segundo-a-nutricionista

      Beijinhos! Joana

  10. Ana Oliveira diz:

    Obrigada! Sempre a aprender.

    1. Joana Alvares diz:

      Um grande beijinho! Joana

  11. Catarina Correia diz:

    Olá Joana, como está? =)

    Reparo que indica para:

    Cabelos virgens – sem cor nem química: CC para cabelos saudáveis:
    1ª semana: H / N / H; 2ª semana: H / H / N; 3ª semana: H / N / H; 4ª semana: H / N / R

    Cabelos virgens mas que usam fontes de calor: CC para cabelos danificados:
    1ª semana: H / N / H; 2ª semana: H / H / N; 3ª semana: H / N / H; 4ª semana: H / N / R

    Ou seja, acaba por ser exactamente o mesmo esquema. É propositado ou foi apenas um lapso?

    Obrigada e um grande beijinho

    1. Joana Alvares diz:

      Olá Catarina, tens razão, no entanto a variação é mínima e o número de H / N e R nesses dois cronogramas é exatamente igual, apenas muda ligeiramente a ordem. Já está corrigido. Obrigada pelo alerta! Um beijinho! Joana

  12. Cristina diz:

    Olá Joana agradeço pela informação que partilha. Foi graças a uma story sua no Instagram da Wells, que decidi investigar mais o que era o Cronograma capilar. Vi como explica tudo tão pormenorizado e dicas. 🙏. Informações excelentes. Estou a fazer o Cronograma capilar há 1 semana e já noto diferença. Inclusive uso o champô provivax que falou aqui na sua página. Para ajudar couro cabeludo sensível a descamar,oleoso, cabelo fino e pontas secas. Aderi a um grupo no Facebook de cronograma capilar onde tbm procuro informações
    Tinha alguns produtos em casa que só usava ocasionalmente, passaram a ser rotina. Se já tinha rotina para a minha pele, porque não no cabelo 😉. Grata. Continuação de bom trabalho. Grande beijinho

    1. Joana Alvares diz:

      Olá Cristina, muito obrigada pela tua partilha! Fico mesmo feliz que já estejas a ver diferenças! O champô Provivax AHA é mesmo bastante bom. Com a continuidade vais ver cada vez mais resultados com o Cronograma Capilar. Um beijinho! Joana

  13. Elizabeth diz:

    Olá Joana!
    Estou curiosa com este método e queria tentar aproveitar os produtos que tenho em casa.
    Tenho a máscara papaia hair food, da Garnier, mas não consigo enquadrá-la apenas num tipo de mascara dos que referes acima, pois tem ingredientes de todos os tipos. Contudo, os primeiros são CETEARYL ALCOHOL, GLYCERIN, ISOPROPYL MYRISTATE. Considerarias uma máscara de hidratação?
    Achas que este método se pode fazer com “produtos de supermercado”, mantendo a eficácia?

    Obrigada!!

    1. Joana Alvares diz:

      Olá! Podes usar como máscara de hidratação. Há muitas máscaras que podem ter ingredientes de H, N ou R em simultâneo. Nesses casos devemos ver os que existem em maior proporção. As únicas máscaras que não uso desta forma são todas as que têm ingredientes de reconstrução – nesse caso só uso mesmo como reconstrução e nunca nas outras fases. Assim, e neste caso usas como máscara que referes como hidratação. 😉 Um beijinho! Joana

  14. Elisabete diz:

    Boa noite,
    Só agora fiquei a conhecer a sua página, parabéns! Tenho 46 anos e dois filhos, o meu cabelo é fino, liso e, cada vez mais, perco mais cabelo. Até assusta o que fica na escova após pentear. Está seco no comprimento. Costumo fazer madeixas e neste caso em que programa me incluo? Precisava de ajuda. Tenho uma doença autoimune e faço medicação oral bastante forte.
    Obrigada pela atenção.

    1. Joana Alvares diz:

      Olá Elisabete! Obrigada pela tua opinião! 🙂 Nesse caso deves fazer o cronograma para cabelos muito danificados, está tudo explicado no artigo. 😉 São cabelos com cor ou química (que usam ou não fontes de calor). Um beijinho, Joana

  15. Inês diz:

    Olá Joana,
    Muitos parabéns por este site. Gosto muito dos artigos que publicas, sobretudo aqueles que apresentam suporte científico.
    Neste caso em concreto, no entanto, tenho algumas questões: em que evidência científica é que se baseia o cronograma capilar? É apenas na experiência falada de quem diz que faz? E qual a base com que foram definidos os vários esquemas por “tipo” de cabelo?
    Ainda em relação aos condicionadores, sendo que no geral pertencem à mesma categoria de produto que as máscaras (inclusive muitas máscaras dizem que podem ser usadas como condicionadores dependendo do tempo de aplicação), qual o fundamento para se usar um condicionador depois de uma máscara?
    Muito obrigada!
    Inês

    1. Joana Alvares diz:

      Olá Inês! Não há uma base científica, não existem artigos que o comprovem (ou pelo menos eu não encontrei nem tenho conhecimento). A eficácia depende em grande parte da adesão dos ingredientes das máscaras e condicionadores às hastes capilares, dando esse efeito de maciez, maior alinhamento dos fios, mais brilho. Há marcas que têm máscaras e condicionadores, há marcas que têm produtos híbridos que tanto podem ser usados como máscara ou como condicionador (com maior ou menor tempo de pose). O fundamento dessa utilização (condicionador depois da máscara) é mais pelo efeito cumulativo dos dois produtos. Algumas marcas (sobretudo no Brasil) comunicam o pH dos condicionadores como sendo mais baixos que o pH das máscaras (a lógica vem daí), de forma a selar os fios, mas não há uma “ciência exata”. Um beijinho grande!

  16. Diana diz:

    Olá Joana. Vou experimentar este método..mas e entre o uso das máscaras lava se o cabelo normalmente com champô e amaciador? Obrigada

    1. Joana Alvares diz:

      Olá Diana, viva! Sim. Nos dias em que não se aplica máscara, aplica-se apenas condicionador após a lavagem. Um beijinho!

  17. Cláudia Fernandes diz:

    Olá Joana,

    As máscaras da garnier são mesmo aconselhaveis? Quero começar o cronogrma capilar, as máscaras lazartegue são bastantes mais caras, mas tenho receio de comprar as da garnier e não fazer o trabalho pretendido.
    Um beijinho!

    1. Joana Alvares diz:

      Olá Cláudia! Um produto mais acessível não tem de ser “pouco eficaz”. Tudo é uma questão de escolha e disponibilidade e o que estamos dispostos a pagar por determinado produto / marca de acordo com a nossa preferência pessoal. Tens de testar e ver se gostas. Como costumo dizer… “em equipa vencedora não se mexe”. Um beijinho, Joana

Comenta este post

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

As seguintes regras de RGPD (Regulamento Geral Proteção de Dados) terão de ser lidas e aceites:
Este formulário armazena o teu nome, e-mail e conteúdo para que possamos acompanhar os comentários colocados no site. Para mais informações, consulta a nossa política de proteção de dados, onde obterás mais informações sobre onde, como e por que armazenamos os teus dados.

recebe as novidades beautyst

    A

    Aceito as condições gerais. Consulta a nossa política de proteção de dados. Este website está protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e Condições do Serviço do Google são aplicáveis.

    My beauty Wishlist

    Copyright Beautyst . 2024