Gravidez, alterações e cuidados com a pele e cabelo

gravidez

Um dos temas mais pedidos para abordar nesta plataforma foi a gravidez, as alterações que acontecem e os cuidados com a pele e cabelo. Durante as minhas duas gravidezes segui os cuidados indicados pelos meus médicos, de que vou falar no final deste artigo. Hoje, com a colaboração da dermatologista Dra. Marisa André, vamos explicar o que acontece com a pele, o cabelo, as unhas e os pelos durante a gravidez e que cuidados devem ser colocados em prática. Fica a saber tudo de seguida!

Gravidez e alterações na pele, cabelo, pelo e unhas

Dra. Marisa André: Quase todos os os sistemas são afetados durante a gravidez e a pele não é exceção. 90% das mulheres grávidas têm alterações na pele, podendo diferir no tipo de alteração e na gravidade do envolvimento cutâneo. As alterações fisiológicas da gravidez incluem alterações da pigmentação, alterações do cabelo/pelo, alterações das unhas, alterações do tecido conjuntivo, alterações vasculares e alterações glandulares.

Gravidez e alterações da pigmentação da pele

O escurecimento da pele (hiperpigmentação) é a alteração cutânea mais frequente durante a gravidez.

Uma hipermelanose generalizada é raro ocorrer e, a sua ocorrência, deverá suscitar hipótese de doença subjacente. É muito frequente a grávida notar que as suas sardas, sinais e cicatrizes mais recentes ficam mais escuras. Há algumas áreas que ficam mais escuras como os mamilos, auréolas mamárias, região periumbilical, pescoço, linha média do abdómen; as áreas de fricção também se tornam mais pigmentadas como sejam a face interna das coxa, períneo e axilas. Após o parto, esta hiperpigmentação regride, embora possa não regredir completamente. O melasma (ou cloasma gravídico) ocorre em 45-75% das mulheres grávidas.

gravidez

Gravidez, cabelo e pelo

Hirsutismo e acne são frequentes durante a gravidez, sobretudo no final da gravidez. O cabelo parece mais denso na medida em que se verifica aumento do diâmetro do cabelo; há um aumento da percentagem do número médio de cabelos em anagénese (fase de crescimento no ciclo do cabelo) a partir do 2º trimestre devido aos estrogénios que prolongam a anagénese, para além de diminuir a conversão de anagénese em telogénese (fase de queda no ciclo de crescimento de cabelo). Após o parto, há conversão aumentada e acelerada de anagénese para telogénese, o que resulta em queda de cabelo a partir de 70-80 dias pós-parto. Geralmente, há recuperação total do cabelo, embora o cabelo possa não ser tão abundante. (Nota: mais informações sobre cabelo e gravidez neste artigo.)

Gravidez e unhas

O crescimento das unhas geralmente aumenta durante a gravidez. Tornam-se mais brilhantes e moles. Podem ocorrer algumas alterações do aspeto das unhas. Cuidados: tranquilização (as alterações das unhas são benignas), boas práticas de manicure e evicção de sensibilizadores externos.

Alterações fisiológicas do tecido conjuntivo durante a gravidez

As estrias (striae distensae) aparecem em 90% das grávidas por volta do 6º-7º mês de gestação como linhas arroxeadas. Existe associação entre o aparecimento de estrias na gravidez e a pré-existência de estrias nas mamas e ancas. É o resultado da combinação entre a distensão da pele, a predeterminação genética e a secreção adrenocortical que resulta na fragmentação da fibras de colagénio.

Cuidados: hidratação e evicção de ganho ponderal excessivo. No pós-parto o uso de retinoides, laser e fatores de crescimento são algumas das opções terapêuticas. Durante a gravidez também é frequente a ocorrência de fibromas (molluscum fibrosum gravidarum) durante o 4-6º mês de gravidez e geralmente desaparecem após a gravidez.

Gravidez e prurido

O aparecimento de comichão (prurido) pode acontecer sem ser sinónimo de doença subjacente. É mais frequente no couro cabeludo, períneo e região periumbilical.

Alterações vasculares fisiológicas durante a gravidez

Aranhas vasculares podem aparecer em áreas cuja vascularização é drenada pela veia cava superior: pescoço, face, tronco superior, braços e mãos: pequenas lesões vermelhas planas ou ligeiramente elevadas com uma zona central que pode até ser pulsátil, associada a pequenos vasos radiais telangiectásicos e eritema local. São também mais frequentes o eritema (vermelhidão) palmar, os hemangiomas, a cutis marmorata (pele com aspeto marmoreado), púrpura, petéquias, edema, síndrome do canal cárpico, varizes, hemorróidas e gengivite.

Alterações glandulares fisiológicas durante a gravidez

A hiperidrose (ver este artigo sugestões para o pós-parto caso se mantenha o excesso de transpiração), a miliária e o eczema disidrótico são também mais frequentes durante a gravidez.

Cuidados a ter com a pele durante a gravidez

É extremamente importante a hidratação da pele da grávida: aplicação de emolientes sobretudo em áreas que são mais frequentemente afetadas pelo aparecimento das estrias: face interna dos braços, abdómen, flancos e coxas; a ingestão de água não deve ser descurada, bem como uma atividade física adequada ao tempo gestacional e às particularidades individuais de cada gestante e gravidez.

A fotoproteção solar é um aspeto extremamente importante durante a gravidez (e sobretudo num país com o clima como o nosso em que existe um número de horas diário de exposição solar considerável): para além da evicção do horário 11h30-16h00 nos locais de maior exposição (praia, piscina), é muito importante o uso de proteção física como o chapéu de abas largas, roupa protetora, óculos de sol com lentes com proteção adequada e uso de fotoprotetor.

Pode ser preferível o uso de produtos faciais (hidratantes, fotoprotetor e maquilhagem) em formulações oil-free. (Nota: Para quem tem acne pode ser muito útil ver este Webinar.)

É importante tranquilizar a grávida relativamente ao aparecimento de algumas das alterações descritas atrás bem como a existência de tratamentos que podem ser realizados no pós-parto.

Marisa André (dermatologista)

O meu exemplo durante as gravidezes

Passei por duas gravidezes. Nesta altura os cuidados que tive foram sobretudo no sentido de evitar a formação de estrias. Na primeira gravidez usei sempre o Percutalfa (duas vezes por dia) e na segunda gravidez usei um creme para estrias que já não existe no mercado (de manhã) e um óleo de amêndoas doces (este à noite). Se fosse hoje escolher um creme anti-estrias seria sem dúvida o D’Aveia Anti-Estrias, muitas vezes indicado por dermatologistas. Apesar de não ter ficado com uma única estria na barriga, esqueci-me de colocar um cuidado anti-estrias no peito (apenas na primeira gravidez), que também tendo aumentado consideravelmente de volume ficou com algumas estrias muito pequenas, que acabaram por nem ficar visíveis. Mantive os cuidados anti-estrias após o parto, até a pele atingir o seu estado normal. Coloquei o creme anti-estrias na barriga, pernas e ancas (zonas que alargam bastante).

Quanto ao cabelo, e uma vez que tenho uma alopécia androgenética, segui todas as indicações médicas do Dr. Rui Oliveira Soares, tendo interrompido a medicação de acordo com as suas orientações. No pós parto tive sempre quedas abruptas de cabelo, cerca de 3 a 4 meses após o parto, mas o Dr. Rui avisou que não deveria tomar alguns medicamentos para a alopécia nessa altura pois poderiam piorar a situação. Nos cuidados do rosto mantive todos os cuidados regulares, nunca fiz retinoides que estão contra indicados ou óleos essenciais (também contra indicados) e apostei sempre numa boa hidratação e proteção solar. Outros cuidados que evitei: fragrâncias intensas (até porque tudo me enjoava) e tive cuidado para não usar cosméticos com outras substâncias contra indicadas, como os corticoides e a hidroquinona. Gozei muito as gravidezes, adorei estar grávida e foram dois momentos da minha vida em que me senti muito bonita!

Atenção, qualquer dúvida sobre a rotina mais indicada de rosto, corpo e cabelo na gravidez deve ser perguntada ao dermatologista! Que cuidados tiveste na gravidez? Que cuidados podias ter tido e não tiveste e que cuidados voltarias a ter?

Fotografia: Márcia Soares

Posts relacionados

Tudo sobre a acne com a dermatologista Dra. Marisa André

Um dos temas mais pedidos de SEMPRE para abordar aqui no site Beautyst é o tema acne. Isto acontece porque muitas das pessoas que lêem os meus conteúdos têm esta doença (na idade adulta) bem como os seus filhos. ...

Outubro 15, 2020

Envelhecimento – o benefício dos renovadores celulares

Todos os dias recebo perguntas sobre qual o melhor produto para o rosto, e é muito frequente haver questões relacionadas com os sinais de envelhecimento, como perda de firmeza, textura, manchas, rugas e falta de ...

Setembro 24, 2020

Mesoterapia – melhorar a qualidade da pele com NCTF

Andava há imenso tempo com vontade de experimentar a mesoterapia no rosto com o famoso NCTF 135 HA da Fillmed com o objetivo de melhorar a qualidade e hidratação da pele. Aproveitei o último tratamento para as ol...

Julho 30, 2020

Comenta este post

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

As seguintes regras de RGPD (Regulamento Geral Proteção de Dados) terão de ser lidas e aceites:
Este formulário armazena o teu nome, e-mail e conteúdo para que possamos acompanhar os comentários colocados no site. Para mais informações, consulta a nossa política de proteção de dados, onde obterás mais informações sobre onde, como e por que armazenamos os teus dados.

recebe as novidades beautyst

    A
    Aceito as condições gerais. Consulta a nossa política de proteção de dados. Este website está protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e Condições do Serviço do Google são aplicáveis.

    My beauty Wishlist