Depilação a laser no rosto – a minha experiência

depilacao a laser

Este é um tema que me tem vindo a ser pedido há já muito tempo: depilação a laser ou depilação facial e qual a minha experiência. E tudo isto começou pelo facto de ter tido um ligeiro aumento dos pelos faciais com a utilização do minoxidil para a minha alopécia androgenética. Mas pelos faciais é algo também relativamente frequente mesmo em mulheres que não fazem este tipo de tratamento. Já abordei este tema aqui, onde mostrei os pelos que tinha e o que estava a fazer como primeira abordagem. Hoje vou dar o meu feedback sobre a depilação a laser que fiz no rosto e pescoço (para delinear bem a nuca e acabar com os inestéticos “cabelos” no pescoço).

Por que decidi fazer depilação a laser no rosto?

Quando me dei conta que estava a ter um aumento de pelos faciais, sobretudo na zona das patilhas, provavelmente pela toma do minoxidil (oral e tópico) para a minha alopécia, experimentei algumas soluções propostas pela dermatologia: creme de prescrição médica e um outro creme que ainda acabei por comprar, mas que nunca cheguei a usar. Já vou explicar o porquê. O primeiro creme com efluornitina tinha de ser aplicado diariamente durante alguns meses e de facto ao fim de um tempo os pelos desapareciam completamente. A questão é que ficava livre de pelos por norma só durante 2 ou 3 meses e depois voltava tudo! O segundo creme que me foi prescrito obrigava a que eu tivesse de fazer primeiro depilação com cera, coisa que sempre achei desagradável (e sempre tolerei mal a cera, por isso não fiquei muito convencida quanto a fazer no rosto). Entretanto e para “disfarçar” o assunto recorria a descolorante (por norma usava este), no entanto eu sou muito morena, os meus cabelos são quase pretos e ter pelos loiros no rosto não só não fazia sentido, como parecia estranho. Por isso comecei a estudar outros métodos.

depilacao a laser

Pelos descolorados – Dezembro de 2018

Eletrólise ou depilação a laser?

Por recomendação da Dra. Marisa André, minha dermatologista, com quem falei sobre esta questão dos pelos, recomendou-me um espaço onde se faz eletrólise em Lisboa, a Terry System perto da Avenida de Roma. O primeiro instituto a abrir em Portugal com esta técnica em 1963 e onde tive a oportunidade de falar pessoalmente com a responsável, Maria Fernanda Rodrigues, que me explicou tudo sobre este método. A eletrólise é o único método de depilação definitiva eficaz em pelos claros, loiros, brancos, ruivos ou em penugem fina. É adequada para zonas reduzidas, pelos esporádicos ou zonas maiores e segura em todos os tipos de pele (das mais claras às mais escuras). A eletrólise tem evidência científica em centenas de artigos publicados por médicos. É um método usado desde 1875, que foi inventado nos Estados Unidos por Charles E. Michel MD, oftalmologista, que usava um fino fio no qual era induzida uma corrente elétrica para remover permanentemente pêlos encravados das pestanas. Este método foi aprovado e posteriormente adaptado pela comunidade médica para o tratamento de pelos em qualquer zona do corpo.

depilacao a laser

Pelos sem descoloração – Julho de 2020

Eletrólise – o que faz exatamente?

O equipamento utilizado permite escolher várias intensidades, destrói a papila do pelo e faz-se através de um filamento, uma agulha tão fina quanto um pelo, que é introduzida até ao bolbo piloso de forma a o coagular progressivamente. Qualquer pele pode fazer, mesmo a mais sensível (nesse caso por norma as sessões são mais espaçadas). Em todo o caso é importante explicar que qualquer método de depilação incluindo a eletrólise pode ter alguns efeitos secundários. No caso da eletrólise pode deixar umas “pintinhas” ou crostas (o que é normal), ou umas pequeninas manchas. As profissionais do espaço são experientes e recomendam aquilo que é o mais indicada para cada pessoa. O ideal é avaliar SEMPRE com um profissional habilitado e com MUITA experiência. No caso da Terry System, é um espaço regularmente indicado por dermatologistas para este tipo de pelos (claros, brancos, loiros, penugem, pelos muito finos).

Neste espaço compra-se o tempo de sessão, que é discutido previamente tendo em conta todas as características do pelo, da pele, da área a tratar e do número de sessões potencialmente necessário. É um método que pode ser feito também nas sobrancelhas, o que achei interessante, sendo um método tão minucioso, e onde cada pelo é destruído de forma isolada. É um método contra indicado para quem tem Pace Maker. Sendo uma técnica pelo a pelo é algo demorada e incómoda, e é recomendada quando o laser ou a luz intensa pulsada não estão aconselhadas (como nalgumas doenças autoimunes) ou quando não são eficazes. Em todo o caso, se a sensação for desconfortável, pode optar-se por colocar um anestésico local e que torna o tratamento indolor.

depilacao a laser

Porque é que optei pela depilação a laser vs a eletrólise?

A eletrólise é um processo demorado. Temos de perceber em primeiro lugar que é um processo que elimina os pelos um a um, ao contrário de outros métodos, como o laser, em que num único disparo elimina vários simultaneamente. Por outro lado, os meus pelos no rosto eram escuros (se fossem claros não teria escolhido o laser), e embora não fossem propriamente grossos, achei que pelo facto de serem escuros a depilação a laser (num centro da minha confiança) poderia dar-me bons resultados. O laser é eficaz em pelo escuro (sendo muito menos ou nada eficaz em pelo claro, branco ou penugem fina). Já tinha feito depilação a laser no corpo todo na Clínica do Pêlo há mais de 10 anos e nunca mais tive pelos no fim das 5 sessões recomendadas: pernas completas, virilhas, axilas (também fiz braços e até mãos). A minha experiência neste centro foi sempre muito boa. Um outro factor adicional de escolha deveu-se a ter alguns pelos / cabelos a mais na zona do pescoço e de já ter discutido isto com uma das profissionais que me corta o cabelo, a Ana Rita da Maria Lourenço Cabeleireiros (super recomendo), que me havia dito que na Clínica do Pêlo têm o serviço de depilação a laser da nuca para homens e mulheres. Por isso discuti a questão em consulta de dermatologia e optei por experimentar, mas antes quis também ter a certeza de que não iria sofrer o chamado efeito paradoxal da depilação a laser.

Depilação a laser e o efeito paradoxal

Esta é uma complicação que tem vindo a ser descrita depois da depilação a laser e caracteriza-se pelo aumento de pelos em áreas adjacentes à área onde se faz a depilação a laser. Isto já foi confirmado em vários estudos como por exemplo por Alajlan et al., que realizaram um estudo retrospetivo que avaliou 489 pessoas submetidas a depilação com laser alexandrite durante 4 anos. Deste total de pessoas, apenas 3 apresentaram hipertricose (aumento de pelos) paradoxal. Num outro estudo que reviu 543 casos de depilação com os lasers alexandrite e Nd:YAG (usado em peles escuras) , observou-se que 10,9% das pessoas apresentaram crescimento de pelos grossos e escuros em áreas que tinham sido previamente tratadas e que tinham pelos finos. Uma das razões apontadas para isto acontecer acredita-se que seja a dissipação de energia térmica para as áreas adjacentes à depilação a laser, com consequente estimulação dos folículos pilosos. A partir destes estudos foi recomendado que se criasse um protocolo de arrefecimento das áreas adjacentes à área depilada e após novo estudo com este protocolo não se observaram mais casos de hipertricose paradoxal.

Depilação a laser no rosto – número de sessões e preço

Decidi então experimentar a depilação a laser no rosto e pescoço na Clínica do Pêlo. Fiz até ao momento 4 sessões (de 5 recomendadas), cada uma com o valor de 42 € (uma vez que inclui pescoço também) estando a faltar uma por causa da pandemia. No entanto já consigo dar o meu feedback sustentado. As sessões foram feitas com um intervalo de cerca de 1 mês / 1 mês e 1 semana entre elas, exceto uma que foi feita cerca de 1 mês mais tarde, uma vez que como tinha sido submetida à primeira sessão do tratamento Three for Me o dermatologista desaconselhou fazer a depilação a laser nessa altura. Essa sessão foi reposta com cerca de 1 mês de atraso.

Como correram as sessões de depilação a laser no rosto?

Os pelos nunca foram rapados antes de cada sessão. As técnicas cortaram sempre com uma tesourinha o excesso de comprimento dos pelos (quer no rosto quer no pescoço). Com 1 sessão apenas eu vi logo uma drástica diferença! Ao fim de 1 mês, quando fui fazer a segunda sessão praticamente não tinha pelos. Já o mesmo não sucedeu na terceira sessão, ou seja, tinha alguns pequenos pelos porque estava a fazer fora de tempo, com cerca de 1 mês de atraso mas mesmo assim, com uma redução de mais de 85% dos pelos iniciais. Na quarta sessão também já não via os pelos, tanto que tive sempre de indicar em que zonas era para fazer, pois os pelos nem eram visíveis a olho nu. As zonas foram sempre marcadas com um lápis branco e feitos vários disparos em cada zona, com um protocolo de arrefecimento que acredito então estar relacionado com a questão anteriormente referida (efeito paradoxal). E de facto as técnicas foram sempre muito cuidadosas, referindo que apenas iriam fazer incidir o laser nessas zonas e nunca em áreas adjacentes. A depilação a laser dói um pouco sim, sente-se uma mini queimadura a cada disparo, para mim tolerável, e no final é sempre colocado um gel de aloé vera. Foi-me recomendado usar um gel destes em casa ou um creme para queimaduras (embora eu não tivesse qualquer queimadura) durante a primeira semana após cada sessão.

Neste momento estou quase 99% livre de pelos (rosto e pescoço), tenho uns muito fininhos mas praticamente nem se vêem (ver fotos). Estou super satisfeita com os resultados e embora falte apenas uma sessão nunca pensei que seria tão fácil ficar sem pelos faciais! Na Clínica referiram-me que nesta zona poderão voltar alguns pelos mas é uma questão de ir fazendo uma sessão de vez em quando (por exemplo uma sessão anual). E é o mesmo que faço nos braços. São zonas que respondem de forma diferente da zona das axilas, pernas e virilhas, mas comigo basta 1 sessão anual e fico sem pelos nos braços (já não tenho quase nada) e costumo fazer antes do verão.

depilacao a laser

Depilação a laser e eletrólise – lições a tirar
  • Pelos claros, brancos, ruivos, loiros, penugem muito fina? O método mais indicado será a eletrólise e confirmar com o médico que existe indicação para tal.
  • Pelos escuros? Confirmar com o médico que o laser será o método indicado para si, consultar uma clínica de confiança e perceber o protocolo que é sugerido.
  • As clínicas são todas iguais? Infelizmente não e já recebi muitos feedbacks de seguidoras que tiveram péssimas experiências em clínicas, com queimaduras graves e um péssimo efeito cosmético.
  • A minha experiência sempre foi na Clínica do Pêlo da Expo Norte. Falo do meu caso, mas quero deixar claro que cada situação é diferente e aconselho que se procure sempre um profissional de saúde para discutir o assunto! Cada pele é uma pele!

depilacao a laser antes e depois

Já fizeste depilação a laser no rosto? Qual a tua experiência? Onde fizeste?

Fotografia: Márcia Soares

 

Posts relacionados

Lojas online de dermocosmética, perfumes e cabelo

As lojas online têm-nos facilitado muito a vida, por todos os motivos. Neste momento, devido ao confinamento, e também para minimizar as saídas, comprar online não só se tornou um hábito como se tornou prático e ...

Março 11, 2021

Catarina Barbosa – a marca portuguesa para mulheres únicas

Tenho vindo a acompanhar o trabalho da Catarina Barbosa praticamente desde o início. A marca de skincare portuguesa com o mesmo nome da sua fundadora, nascida e criada em Vila Nova de Milfontes, para mulheres que...

Março 9, 2021

Presentes de Natal originais – os 10 que compraria para mim

Se és como eu, passo a vida a dizer que vou tratar dos presentes de natal desde Outubro e depois só me lembro a meio de Dezembro que não só ainda não tratei de nada como ainda por cima queria escolher presentes d...

Dezembro 15, 2020

6 comentários

  1. Daniela diz:

    Olá Joana!

    Este post vem de encontro às minhas necessidades!
    Também sofro de alopécia androgenética (já realizei o meu transplante), pelo que a toma de minoxidil acentuou a densidade de pêlo facial.
    Entretanto, já fiz algumas sessões de electrólise, mas não consigo recomendar este tratamento no rosto: são demasiados pêlos e o processo tende a ser moroso e, pior ainda, doloroso.
    Não avancei para o laser por ter receio do efeito que mencionas, porém, atendendo ao teu relato, pretendo experimentar.
    Será que me podes indicar em que clínica do pêlo realizaste as tuas sessões?

    Muito obrigada!

    1. Joana Alvares diz:

      Olá Daniela! Viva! Fiz as sessões de depilação a laser sempre na Clínica do Pêlo da Expo Norte. Pode ser uma opção para quem tem pelos escuros. Se for penugem pode nem resultar. Em todo o caso recomendo que vejas com a Clínica, pois aconselham o melhor método e no caso de acharem que pode nem resultar avisam, pelo menos essa tem sido a minha experiência e estou muito satisfeita com o atendimento neste espaço.
      Onde tens feito a eletrólise? No local que refiro no artigo? Um beijinho

  2. Daniela diz:

    Olá Joana! Obrigada pela resposta 😊
    Reparei agora que o local da Clínica do Pêlo a que recorreste já vem indicado no final do post. Se já lá estava, eu peço desculpa; passou-se completamente ao lado.
    Relativamente ao assunto em questão, sempre tive alguns pêlos faciais. Incomodam-me porque tenho uma pele clara e um pêlo escuro. Por esta razão, durante anos, optei por alourar com o típico descolorante de supermercado. Aliás, actualmente, recorro esta técnica.
    Há dois anos, numa visita ao endocrinologista, comentei o meu incómodo. Ele falou-me da depilação a laser. Já a minha dermatologista disse que procuro problemas onde eles não existem e desvalorizou a questão.
    Em todo o caso, pesquisei sobre o assunto e deparei-me com relatos do tal efeito paradoxal e hesitei. Como referi, sinto algum incómodo, mas não há qualquer inibição: uso o cabelo curtíssimo.
    Bem, na minha investigação, acabei por descobrir a eletrólise. Fiz várias sessões, ao longo de 7-8 meses. Não foi no local que mencionas, apesar de conhecer a clínica. A dada altura parei porque já estava farta do processo.
    Eu vou agendar uma avaliação na Clínica do Pêlo e depois deixo-te o feedback.
    De resto, muito obrigada por esta e por outras publicações. Foi o teu testemunho que me levou até ao Dr. Rui, depois de anos entre dermatologistas/endocrinologistas e, pior ainda, outros tantos pseudo-especialistas. Beijinho!

    1. Joana Alvares diz:

      Que bom que o meu trabalho tem sido tão útil para ti! Recomendo então que vejas com a Clínica se consideram que podes responder bem ao laser. Um grande beijinho!

  3. Flávia Miranda diz:

    Olá, Joana. A partir de quantos dias após a 1. sessão começaste a sentir os pêlos a cair?
    Fiz a minha primeira sessão (pescoço, patilha e queixo) há 4 dias e ainda não sinto uma grande diferença.

    1. Joana Alvares diz:

      Olá Flávia! Não sei dizer exatamente ao fim de quantos dias, pois os pelos foram cortados com uma tesoura e por isso não os vi a cair exatamente. Mas notei logo diferenças desde a primeira sessão, pois eles não voltaram a crescer. Agora sinto que tenho de voltar a fazer, mas só porque já passou muito tempo desde a última sessão (deviam ser 5 e por causa da pandemia só consegui fazer 4), mas ainda assim a redução no número e comprimento dos pelos foi muito grande, mais de 80-90% de redução. Agora vou fazer a última sessão e depois farei só quando houver necessidade (e se houver necessidade). Um beijinho!

Comenta este post

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

As seguintes regras de RGPD (Regulamento Geral Proteção de Dados) terão de ser lidas e aceites:
Este formulário armazena o teu nome, e-mail e conteúdo para que possamos acompanhar os comentários colocados no site. Para mais informações, consulta a nossa política de proteção de dados, onde obterás mais informações sobre onde, como e por que armazenamos os teus dados.

recebe as novidades beautyst

    A
    Aceito as condições gerais. Consulta a nossa política de proteção de dados. Este website está protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e Condições do Serviço do Google são aplicáveis.

    My beauty Wishlist