Análises ao sangue quando há problemas de cabelo

analises ao sangue

Muitas pessoas me perguntam se quando existe alguma questão associada ao cabelo, como queda de cabelo, alopécia androgenética, alopécia areata ou outro tipo de doenças de cabelo, é necessário fazer análises ao sangue. Há algumas pessoas que pensam que o facto de o médico não pedir para fazer análises é porque está a fazer um acompanhamento menos sério da situação. Muitas vezes colocam em causa se o médico não deveria pedir sempre análises ao sangue. Por isso pedi ao dermatologista especialista em cabelo e meu médico, o Dr. Rui Oliveira Soares, para nos explicar em que situações é necessário pedir análises ao sangue para determinar um possível problema de cabelo.

analises ao sangue

Análises ao sangue e cabelo – em que casos pedir?

Dr. Rui Oliveira Soares: Deve dizer-se que na maioria dos casos esta investigação não é obrigatória, mas noutros pode ser fundamental (é o caso clínico e individual que comanda o pedido de exames).

  1. Hemograma e ferro – a anemia ferropénica é causa frequente de fragilidade da haste capilar de causa carencial
  2. Função renal (creatinina e ureia) e hepática (bilirrubina total, aspartato e alanina aminotransferase, fosfatase alcalina e bilirrubina) – já que a insuficiência destes órgãos pode influenciar o ciclo capilar e reduzir a espessura do fio
  3. Estudo hormonal: T3, T4, prolactina, testosterona plasmática, delta 4 androstenediona, dehidroepiandrosterona-sulfato, estradiol, progesterona – permite avaliar o eixo hipófise / tiróide / ovário / suprarrenal, cuja disfunção pode conduzir a alopécia
  4. Níveis de alguns oligoelementos como vitamina D e zinco podem ser importantes na suspeita de alopécia carencial
  5. Ecografia ovárica e supra-renal (outros exames complementares de diagnóstico) – ajudam na deteção de ovário policístico, por exemplo, ou de um tumor ou hipertrofia supra-renal – estas situações podem conduzir a alopécia

Rui Oliveira Soares, dermatologista

analises ao sangue

Análises ao sangue e cabelo – a minha experiência

É muito importante referir que a primeira vez que me foi diagnosticada a alopécia androgenética pelo Dr. Rui Oliveira Soares, o exame mais importante efetuado foi o exame de observação, através de tricoscopia. A tricoscopia é um exame de aumento com uma câmara que se encosta ao couro cabeludo (podes ver aqui), onde se consegue perceber o número de fios de cabelo miniaturizados e outros problemas de cabelo e couro cabeludo. Os fios miniaturizados são mais finos que fios de cabelo normais – é isso que é uma alopécia androgenética – não confundir com queda de cabelo que é outro assunto! No meu caso, com este exame, e observação direta do cabelo, o Dr. Rui Oliveira Soares diagnosticou de imediato a doença. Adicionalmente pediu algumas análises ao sangue sim, mas atenção, tal como referido, o pedido depende de cada pessoa e do caso clínico! Depois de instituída a terapêutica, fizemos adicionalmente um controlo analítico.

 

Os meios complementares de diagnóstico e terapêutica (como as análises ao sangue) e a terapêutica instituída alteram-se na medida da evidência científica e progresso na medicina, por isso não se devem comparar casos clínicos e histórias clínicas completamente diferentes. O mais importante é chegar ao médico certo e confiar que está a fazer um excelente trabalho!

Fotografia: Márcia Soares

Posts relacionados

Frizz – como o eliminei do meu cabelo?

Vou voltar hoje a este assunto pois é um tema pelo qual me procuram bastante. Primeiro que tudo é importante explicar que o frizz é normal no cabelo e acontece porque o cabelo é permeável a elementos exteriores, ...

Novembro 26, 2020

Micro transplante capilar e nova terapêutica para a alopécia

Estive este mês em consulta de cabelo com o Dr. Rui Oliveira Soares, meu dermatologista há muitos anos, para fazer a consulta de revisão anual da minha alopécia androgenética. Nesta consulta abordámos pela primei...

Outubro 22, 2020

Alopécia fibrosante frontal – o que é e como tratar?

Uma condição de cabelo cada vez mais frequente e à qual poucas pessoas dão a real importância (tendo a conta a gravidade e urgência no tratamento), é a alopécia fibrosante frontal. Nesta doença podemos ver um rec...

Outubro 8, 2020

Comenta este post

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

As seguintes regras de RGPD (Regulamento Geral Proteção de Dados) terão de ser lidas e aceites:
Este formulário armazena o teu nome, e-mail e conteúdo para que possamos acompanhar os comentários colocados no site. Para mais informações, consulta a nossa política de proteção de dados, onde obterás mais informações sobre onde, como e por que armazenamos os teus dados.

recebe as novidades beautyst

    A
    Aceito as condições gerais. Consulta a nossa política de proteção de dados. Este website está protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e Condições do Serviço do Google são aplicáveis.

    My beauty Wishlist