O meu burnout – dos sintomas à libertação

burnout sintomas

O burnout foi uma situação pela qual passei, com muitos sintomas associados e que eu própria ignorei durante meses a fio, sem saber. Falei aqui sobre os sintomas que tive e aqui sobre como me sentia ausente de tudo o que se passava na minha vida. Uma exaustão extrema. Mas consegui superar e essa sensação foi como RENASCER! Acredita que é possível mudar de vida e colocar um stop à situação abusiva que muitas de nós vivemos no trabalho. A desculpa de “tens sorte em ter este emprego”, “até és bem paga” ou “a vida é mesmo assim” não cola comigo. Ter emprego e não ter vida para além disso não pode ser aceitável. É desumano e altamente prejudicial à saúde física e mental. Eu sou a prova viva deste facto e quero falar deste assunto o mais abertamente possível.

Burnout – os sintomas que teimaram em desaparecer

Nos primeiros meses após ficar de baixa eu parecia estar dormente. Não me lembro bem desses meses. Passava o tempo deitada. Não me sentia a funcionar. Só me apetecia dormir. Mas tinha imenso peso na consciência e vergonha por sentir que tinha falhado! Escondi este tema da maior parte das pessoas porque afinal eu não tinha conseguido corresponder aos desafios da sociedade: ter um emprego muito exigente e tentar responder às outras solicitações TO-DAS (!).

Burnout – dos sintomas à libertação

Alguns meses depois eu consegui recuperar a ligação com os meus filhos, que foi uma das coisas mais importantes para mim. Passei a estar presente em tudo. Levei-os à escola a pé muitas vezes. Aproveitávamos para ver as plantas e os animais pelo caminho. A reparar nos pormenores da vida, que me escapavam há tanto tempo. O momento de lhes dar o banho e o jantar passou a ser de cumplicidade. Perguntava-lhes como tinha sido o dia, e passei a fazer parte das suas vidas. Tenho a noção que passei muito tempo ausente e sem conseguir prestar-lhes a mínima atenção. Hoje eu já não consigo imaginar a minha vida dessa forma. Sem estar lá, MESMO DE VERDADE, para eles.

burnout sintomas

Como a psicoterapia mudou a minha vida

A conselho da minha médica de família comecei a fazer psicoterapia. Este momento foi de verdadeira viragem para mim. Nunca tinha feito psicoterapia e achava que só as pessoas com enormes dificuldades e grande problemas é que iam. Aquelas que falhavam e não conseguiam resolver as coisas sozinhas. Mas a cada sessão eu sentia-me mais esclarecida. E a lidar melhor com este drama da minha vida que foi ter vergado perante tamanha pressão no trabalho. Pouco a pouco eu consegui verbalizar a sensação de impotência e violação que o meu corpo sofreu durante meses a fio. E consegui ultrapassar a vergonha que tinha, até do meu marido, por ter falhado e não ser capaz de voltar a trabalhar daquela maneira.

Durante 1 ano eu fiz psicoterapia. Ia a cada 15 dias. No início foi muito estranho falar deste assunto (e de muitos outros) com uma pessoa que eu não conhecia. Lembro-me que as primeiras vezes que fui eu pensava: “Porque é que estou a fazer isto?”. Mas cada vez que terminava uma sessão eu sentia-me melhor, a compreender tudo sobre mim e sobre o que me rodeava, a resolver as minhas questões interiores e a saber impôr os meus limites. Afinal sou humana e não uma máquina. Fiz uma grande jornada, sozinha (com o acompanhamento da psicóloga) e hoje eu sei que foi o maior e melhor investimento da minha vida. Foi a psicoterapia que me mostrou o caminho a seguir, e foi com a psicoterapia que eu percebi que queria fazer o projeto Beautyst e ter uma carreira orientada exclusivamente por mim. Há coisas que a vida nos mostra por linhas tortas, e que se transformam em caminhos maravilhosos!

burnout sintomas

Já lidaste com este tipo de pressão no trabalho? Sentes-te em baixo, sem energia, sem vontade de estar com outras pessoas? Sentes-te menos capaz em termos cognitivos – com menos memória, dificuldade em articular discursos e pensamentos? Sentes-te triste e sobrecarregada?

 

Fotografia: Yellow Savages

Posts relacionados

Pele e cabelo: 10 descobertas incríveis em 2 anos Beautyst

O projeto Beautyst fez 2 anos a 6 de Maio. Um dia muito feliz e importante para mim. O projeto arrancou na minha cabeça e no papel bem antes disso, levou muitos meses de preparação e saber que tenho uma plataform...

Maio 18, 2021

Influencers – enquadramento jurídico, parcerias e impostos

Há poucos dias publiquei um artigo sobre redes sociais e parcerias, legislação e transparência, que pode ser consultado aqui. Para completar esta informação com o respetivo enquadramento jurídico, pareceu-me muit...

Março 18, 2021

Redes sociais e parcerias: legislação e transparência

Queria falar sobre este assunto há algum tempo, pois trabalho em redes sociais e na área digital neste projeto, 100% dedicada a ele há cerca de 3 anos. Mas sinto que falta muito por explicar sobre redes sociais e...

Fevereiro 18, 2021

Comenta este post

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

As seguintes regras de RGPD (Regulamento Geral Proteção de Dados) terão de ser lidas e aceites:
Este formulário armazena o teu nome, e-mail e conteúdo para que possamos acompanhar os comentários colocados no site. Para mais informações, consulta a nossa política de proteção de dados, onde obterás mais informações sobre onde, como e por que armazenamos os teus dados.

recebe as novidades beautyst

    A
    Aceito as condições gerais. Consulta a nossa política de proteção de dados. Este website está protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e Condições do Serviço do Google são aplicáveis.

    My beauty Wishlist