O que é o burnout (depois de ter passado por um)

O que é o burnout

Se há pessoa que achava que nunca ia passar por isto era eu. Sempre com um grande foco no trabalho. Sempre a dar o litro e a tentar fazer mais. E melhor. Procurei alternativas e coisas boas para progredir. Desde o momento em que depois do curso de arquitetura, e sem emprego nenhum à vista, eu decidi fazer uma viragem completa e enveredar pelo marketing. Complementar a minha formação para ser melhor profissional. Por isso eu estava longe de imaginar o que é o burnout.

O que é o burnout

Hoje eu sei que o problema não sou eu. Há pouco tempo eu trabalhava numa grande empresa em Portugal e era responsável por 2 medicamentos que valiam cerca de 7 milhões de euros / ano. Para além da atividade diária sempre pautada por uma grande dose de burocracia, a minha vida, enquanto Gestora dessas marcas, passava muito pouco por casa. E o tempo em casa também era passado a trabalhar. Agarrada ao computador à noite, ao fim de semana e a más horas. A exigência que vinha do outro lado parecia desumana e após muitos meses a dar o máximo o meu corpo decidiu que era hora de parar.

O que é o burnout

O sono, a alimentação e o stress

Primeiro foi o sono. Deixei de conseguir dormir. As noites eram passadas de um lado para o outro. Ou não conseguia adormecer, ou acordava às 4 da manhã e já não dormia mais. A pensar no trabalho, na exigência, nos projetos e na faturação. A seguir ao sono, foi a alimentação. O stress chegou a um ponto tal que eu não conseguia comer. Quando chegava a casa atirava-me para o sofá. O marido e os filhos noutra dimensão, e eu, exausta, vivia noutra realidade. Uma existência nada saudável. Só me apetecia ficar deitada e esquecer.

O que é o burnout

Quando a memória também foi afetada

No meio disto tudo, a memória. Deixei de conseguir lembrar-me de coisas muito básicas, como o nome de colegas com quem trabalhava todos os dias, o número da porta da minha casa, informação relevante para o meu trabalho e dia a dia. Articular um discurso estava a ficar cada vez mais difícil e tudo era ensaiado para eu não falhar em público. Comecei a apontar tudo em papéis e no telemóvel, em agendas e caderninhos. A minha cabeça parecia não funcionar.

Infelizmente, só quando me comecei a abrir sobre o tema burnout é que descobri muitas pessoas com o mesmo problema.

O que é o burnout

Conheces alguém que tenha passado por isto?

Fotografia: Yellow Savages

 

Posts relacionados

Pele e cabelo: 10 descobertas incríveis em 2 anos Beautyst

O projeto Beautyst fez 2 anos a 6 de Maio. Um dia muito feliz e importante para mim. O projeto arrancou na minha cabeça e no papel bem antes disso, levou muitos meses de preparação e saber que tenho uma plataform...

Maio 18, 2021

Influencers – enquadramento jurídico, parcerias e impostos

Há poucos dias publiquei um artigo sobre redes sociais e parcerias, legislação e transparência, que pode ser consultado aqui. Para completar esta informação com o respetivo enquadramento jurídico, pareceu-me muit...

Março 18, 2021

Redes sociais e parcerias: legislação e transparência

Queria falar sobre este assunto há algum tempo, pois trabalho em redes sociais e na área digital neste projeto, 100% dedicada a ele há cerca de 3 anos. Mas sinto que falta muito por explicar sobre redes sociais e...

Fevereiro 18, 2021

Comenta este post

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

As seguintes regras de RGPD (Regulamento Geral Proteção de Dados) terão de ser lidas e aceites:
Este formulário armazena o teu nome, e-mail e conteúdo para que possamos acompanhar os comentários colocados no site. Para mais informações, consulta a nossa política de proteção de dados, onde obterás mais informações sobre onde, como e por que armazenamos os teus dados.

recebe as novidades beautyst

    A
    Aceito as condições gerais. Consulta a nossa política de proteção de dados. Este website está protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e Condições do Serviço do Google são aplicáveis.

    My beauty Wishlist