Tudo sobre hiperpigmentação e manchas: o que fazer?

hiperpigmentação

# Artigo escrito em parceria com a Skinceuticals. Disclaimer: embora este artigo seja uma parceria, ele contém apenas as minhas opiniões sinceras sobre este tema. Todas as parcerias são pensadas por forma a serem informativas e úteis, e acima de tudo, com marcas e produtos com os quais eu me identifico. O período pós férias costuma ser sinónimo de regresso às rotinas e no que diz respeito a cuidados após o verão a análise de que o nosso rosto se tornou mais “manchado”, com hiperpigmentação. Mas a hiperpigmentação não é um fenómeno exclusivo do período pós férias. Uma vez que este é um dos temas mais procurados aqui no site, decidi fazer um artigo que aborda: as causas e sintomas e os cuidados que devemos ter numa pele com manchas. Isto é tudo o que deves saber.

Hiperpigmentação – o que é?

A hiperpigmentação é um problema de pele bastante comum. Geralmente damos conta de manchas no rosto, nas mãos e também noutras áreas do corpo que costumam estar regularmente expostas ao sol, como a zona do decote, por exemplo. Hoje vou mostrar-te a que questões deves estar atenta para evitar a hiperpigmentação e como reduzir o tom das manchas (ou mesmo eliminá-las). A hiperpigmentação é assim a palavra usada para descrever zonas da pele com pigmentação desigual. Existem vários tipos de hiperpigmentação, sendo as manchas “da idade” ou induzidas pelo sol, o melasma e a hiperpigmentação pós-inflamatória, as mais comuns. Tons de pele mais morenos são mais afetados por hiperpigmentação.

A hiperpigmentação é causada por um aumento da melanina (pigmento que dá cor à pele, ao cabelo e olhos). Vários são os fatores que desencadeiam um aumento na produção de melanina, mas os mais frequentes são a exposição solar, alterações hormonais, a idade, a inflamação e traumas cutâneos.

1. Manchas da idade ou induzidas pelo sol

As manchas que vamos notando, com o passar de anos, no nosso rosto, são uma das causas de hiperpigmentação mais frequente – são manchas “da idade” ou induzidas pela exposição solar. Por norma estão presentes exatamente nas áreas expostas ao sol (rosto, pescoço, decote, braços e mãos). Habitualmente são pequenas manchas, semelhantes a sardas. A exposição ao sol também agrava manchas existentes, escurecendo-as ainda mais.

O número de melanócitos (células produtoras de melanina na pele) também diminui com a idade, no entanto a distribuição celular torna-se menos uniforme. Por isso existe um aumento de manchas em pessoas com idade superior a 40 anos.

beautyst

2. Melasma e alterações hormonais

O melasma é um distúrbio de pele no qual se verificam grandes manchas pigmentadas, por norma no rosto, e seguem um padrão de alguma simetria. O melasma é mais frequente em mulheres e pode ser desencadeado por alterações hormonais. É relativamente comum ocorrer, por exemplo, em grávidas (10 a 15% das mulheres). Quando existem alterações hormonais a hiperpigmentação pode ocorrer uma vez que o estrogénio e a progesterona (hormonas sexuais femininas) estimulam a produção de melanina se a pele estiver exposta ao sol.

3. Hiperpigmentação pós-inflamatória

Este tipo de hiperpigmentação é bastante comum por exemplo em pessoas que sofrem de acne, mas pode ser também causada por procedimentos médico estéticos, cortes, queimaduras, exposição a produtos químicos, psoríase e dermatite atópica. Esta hiperpigmentação ocorre quando a cicatrização de uma lesão resulta numa área pigmentada.

Atenção – consultar o dermatologista!

Como existem vários fatores que podem levar ao escurecimento da pele, é importante falar com o dermatologista caso estejas preocupada com manchas escuras, manchas que mudam de cor ou tamanho, que causem comichão ou que possam sangrar. É também muito importante referir que um bom resultado cosmético nas manchas é possível de atingir com alguns procedimentos médico estéticos como peelings e lasers e deverá ser sempre o médico a indicar, tendo em conta as características individuais. O melasma, por exemplo, é uma condição de pele difícil de contornar, mas há estratégias e tratamentos disponíveis.

A hiperpigmentação também pode acontecer como resultado de algumas doenças imunomediadas, gastrointestinais, deficiências vitamínicas e distúrbios metabólicos. Alguns medicamentos também podem influenciar a hiperpigmentação, como os antibióticos, anticonvulsivantes, medicamentos usados em quimioterapia e na malária.

3 dicas importantes para evitar e tratar a hiperpigmentação

1. Proteção solar: Como percebeste a exposição solar tem um papel muito importante na hiperpigmentação da pele e no escurecimento de manchas existentes. Assim é importantíssimo usar sempre o protetor solar, mesmo nos dias nublados ou se trabalhamos junto a uma janela. A radiação UVA atravessa nuvens e vidros, pelo que a proteção solar é essencial. Podes escolher um protetor solar específico para pele com manchas. Quanto à exposição solar, esta deve ser controlada, evitar as horas de mais calor e claro, usar chapéu e óculos escuros sempre que possível. Durante o tempo de praia é imprescindível reaplicar o protetor a cada 2 horas ou depois de banhos (de mar ou piscina) ou se transpirarmos muito.

2. Tratamentos médico estéticos: Existem várias alternativas para melhorar o aspeto de manchas como os peelings químicos (fazer sempre com um médico habilitado a realizar este tipo de procedimento, principalmente se falamos em peelings de profundidade média ou profundos) e os lasers (já falei da minha excelente experiência aqui e aqui). Para além destes também pode ser usada a hidroquinona, um agente tópico muito eficaz na redução da hiperpigmentação, mas esta deve ser prescrita por um médico e usada APENAS sob orientação médica, pois tal como os peelings e lasers pode irritar a pele e causar hiperpigmentação pós-inflamatória.

3. Soluções dermocosméticas para a hiperpigmentação: Existem produtos que podemos usar em casa que não só ajudam a atenuar manchas existentes como deixam a pele mais luminosa. A consistência é fundamental nestes tratamentos (sempre de acordo com o preconizado pela marca!). Devemos procurar produtos cosméticos que contenham:

  • Inibidores da produção de melanina – como a alfa e beta arbutina, o ácido kójico, a vitamina C em concentrações elevadas, polifenois como o resveratrol e derivados, o ácido elágico, o ácido gentísico, a glabridina, extratos vegetais (soja, mirtilo, chá verde), a niacinamida, retinoides, ácido azelaico e derivados
  • Inibidores da conversão de plasminogénio em plasmina – ácido tranexâmico
  • Promotores da renovação celular – alfahidroxiácidos (como o ácido glicólico e o ácido láctico), betahidroxiácidos (como o ácido salicílico) e retinoides
  • Viniferina

Nota: é importante para avaliar os resultados reais dos produtos cosméticos tirar fotos antes e depois do uso destes produtos, com luz natural e sem maquilhagem.

A minha pele com e sem maquilhagem (sem filtro e sem manipulação de imagem) após o verão e os produtos que usei

manchas

Estes foram os cuidados específicos anti manchas que usei na minha pele este verão (como cuidados básicos usei ainda sérum de ácido hialurónico e hidratante): Phloretin CF, Discoloration Defense Sérum, Advanced Brightening UV Defense (como protetor citadino diariamente antes de ir para a praia – na praia usei um protetor específico para pele com manchas à prova de água) e o Glycolic 10 Renew Overnight (3 noites por semana). A minha pele está ultra luminosa, sem manchas e nunca terminei um verão tão bem!

As soluções Skinceuticals para a hiperpigmentação: rotina da manhã

skinceuticals manchas

Passo 1: Limpeza com o Glycolic Renewal Cleanser – gel de limpeza para pele com manchas / hiperpigmentação, para todos os tipos de pele

  • Contém 8% de ácido glicólico na forma livre (a forma livre depende da concentração e do pH, neste caso de 3.5, para uma eficácia e penetração superiores)

O que faz, como usar, onde comprar?

  1. Tem uma textura em gel sem partículas. Remove todas as impurezas e maquilhagem
  2. Fornece uma aparência luminosa e suave. Pode ser usado por exemplo em conjunto com a Foreo
  3. Pode ser usado na rotina da manhã e/ou da noite, diariamente e mesmo durante a exposição solar. Não usar no contorno ocular
  4. Onde comprar: em farmácias / parafarmácias (ver onde aqui) ou online
  5. Mais informação aqui

glycolic renewal cleanser

 

Passo 2: Antioxidante com o Phloretin CF (em sérum ou gel) – o gel está indicado em peles oleosas ou pele masculina, para pele com manchas / hiperpigmentação

  • Contém: 10% de vitamina C pura, 2% phloretin (ou floretina, um antioxidante extraído da maçã que inibe a produção de melanina e potencia a luminosidade) e 0,5% ácido ferúlico que potencia a ação da vitamina C

O que faz, como usar, onde comprar?

  1. Confere uma proteção antioxidante contra os radicais livres induzidos por radiação UV, poluição e radiação IV-A (Infravermelha-A)
  2. Uniformiza o tom da pele
  3. Diminui a aparência de linhas finas e rugas
  4. Deve ser usado na rotina da manhã, todas as manhãs, mesmo no verão e com exposição solar direta, em pele limpa, sempre como primeiro cuidado do rosto
  5. Onde comprar: em farmácias / parafarmácias (ver onde aqui) ou online, por exemplo aqui
  6. Mais informação aqui (sérum) e aqui (gel)

phloretin cf

 

Passo 3: Tratar / corrigir com o Discoloration Defense Sérum – para manchas de acne, melasma, fotoenvelhecimento, todos os tipos de pele.

  • Contém: 1,8% ácido tranexâmico, 5% niacinamida (vit B3) e 5% HEPES (complexo enzimático esfoliante)

O que faz, como usar e onde comprar?

  1. Faz uma abordagem multimecanismo e atua nas principais etapas de formação de manchas
  2. Promove a renovação cutânea
  3. Inibe os mediadores inflamatórios e diminui a atividade dos melanócitos
  4. Interrompe a transferência de melanina
  5. Pode ser usado todo o ano (atenção à noite não usar na mesma rotina com retinol e ácidos esfoliantes como alfa ou betahidroxiácidos). Usar após o antioxidante
  6. Onde comprar: em farmácias / parafarmácias (ver onde aqui) ou online, por exemplo aqui
  7. Mais informação aqui

discoloration defense serum

 

Passo 4: Hidratar e corrigir com o Advanced Pigment Corrector – hidratante ligeiro, alternativa à hidroquinona ou entre ciclos do medicamento

  • Contém: 0,3% ácido salicílico, 1% ácido hidroxifenoxipropiónico, 0,5% ácido elágico e 5% extrato de levedura

O que faz, como usar, onde comprar?

  1. Esfolia as manchas à superfície (ação “borracha”)
  2. Promove uma pele mais uniforme
  3. Melhora de imediato a luminosidade de todos os tipos de pele (mesmo as oleosas, tem uma rápida absorção)
  4. Usar como hidratante em pele com manchas / hiperpigmentada, depois do sérum Discoloration Defense Sérum
  5. Onde comprar: em farmácias / parafarmácias (ver onde aqui) ou online, por exemplo aqui
  6. Mais informação aqui

advanced pigment corrector

 

 

Passo 5: Proteção solar com o Advanced Brightening UV Defense – protetor solar citadino para pele com manchas / hiperpigmentada

  • Contém: filtros minerais e químicos, 1% ácido tranexâmico, 2% niacinamida, 0,75% mica (deixando a pele luminosa)

O que faz?

  1. Combate a hiperpigmentação existente e previne a ocorrência de novas manchas
  2. Usar como protetor solar citadino, como último passo antes da maquilhagem. A sua textura é ultra fluida e leve, pode ser usado por todas as peles, à exceção das peles muito oleosas. Confere um acabamento maravilhoso e constitui uma excelente base para aplicação da maquilhagem
  3. Onde comprar: em farmácias / parafarmácias (ver onde aqui) ou online, por exemplo aqui
  4. Mais informação aqui
advanced brightening uv defense
As soluções Skinceuticals para a hiperpigmentação: rotina da noite

skinceuticals manchas

 

Passo 1: Limpeza, por exemplo com o Glycolic Renewal Cleanser

Passo 2 – opção 1: Glycolic 10 Renew Overnight – renovador celular para pele baça e sem brilho, com textura e manchas e primeiros sinais de envelhecimento, para todos os tipos de pele

  • Contém: 10% ácido glicólico na forma livre, 2% ácido fítico e 1% complexo apaziguante

O que faz, como usar, onde comprar?

  1. Melhora a luminosidade da pele em 36%
  2. Acelera a renovação celular (melhorando também a textura da pele)
  3. Reduz a aparência de linhas finas
  4. Usar apenas em noites alternadas (não usar na rotina da manhã), como primeiro passo da rotina em pele limpa (começar com 1 a 2 x por semana e aumentar a frequência de utilização apenas se a pele tolerar). Em peles oleosas pode ser suficiente. Em peles mistas a secas usar de seguida o hidratante adaptado ao tipo de pele
  5. Pode ser usado todo o ano, mesmo na altura da exposição solar (no máximo até 3 noites por semana), mas neste caso especial atenção à proteção solar elevada todas as manhãs e reaplicar a mesma durante o dia
  6. Onde comprar: em farmácias / parafarmácias (ver onde aqui) ou online, por exemplo aqui
  7. Mais informação aqui

OU

retinol 0.3

Passo 2 – opção 2: Retinol 0.3 – Cuidado de noite concentrado / renovador celular, para pele com sinais de envelhecimento, manchas e para todos os tipos de pele

  • Contém: 0,3% retinol puro encapsulado, 0,1% bisabolol, 1% lecitina e 2% extrato de Boswellia Serrata

O que faz, como usar, onde comprar?

  1. Promove a renovação celular
  2. Melhora a aparência de rugas e manchas
  3. Melhora a aparência de poros dilatados
  4. Reduz as imperfeições da pele
  5. Começar apenas com 1 x por semana e aumentar no máximo até 3 x por semana se a pele tolerar, sempre à noite, como primeiro passo da rotina em pele limpa. De seguida usar SEMPRE o hidratante adaptado ao tipo de pele
  6. Usar apenas no horário de Outubro a Março
  7. Onde comprar: em farmácias / parafarmácias (ver onde aqui) ou online, por exemplo aqui
  8. Mais informação aqui

 

Nas restantes noites (nas noites em que não fazemos ácido glicólico ou retinol)

Passo 2: Renovador celular, por exemplo o Retexturing Activator (já mostrei com todo o detalhe aqui)

Passo 3: (apenas nas noites em que não fazemos ácido glicólico ou retinol) o Discoloration Defense Serum

Passo 4: Hidratação (com sérum de ácido hialurónico e/ou creme hidratante)

 

Quais as tuas dúvidas sobre hiperpigmentação?

Fotografia: Márcia Soares

Montagem: Beautyst

Posts relacionados

Rotina pele oleosa / acneica Skinceuticals e 3 dicas importantes

Para quem me conhece já há algum tempo sabe como sou fã das propostas Skinceuticals. É muito frequente receber mensagens de seguidoras minhas que ao passar a usar um ou dois produtos Skinceuticals referem que fin...

Outubro 21, 2021

Caudalie Vinopure: novidade para pele oleosa / com tendência acneica

A mais recente novidade da Caudalie é uma solução natural para a pele com tendência acneica: Caudalie Vinopure. A acne é uma doença de pele que afeta uma grande percentagem da população, provocando lesões na pele...

Setembro 21, 2021

Intensive Hyaluronic: cura intensiva com ácido hialurónico

Já falei inúmeras vezes sobre os benefícios de incorporar produtos com ácido hialurónico na nossa rotina de rosto e hoje vou explicar-te tudo sobre este ingrediente, como o identificar num produto cosmético e exp...

Setembro 10, 2021

2 comentários

  1. Ana diz:

    Olá Joana, antes de mais, parabéns pelo blog, descobri-o recentemente e estou maravilhada, um projeto de partilha de experiências, bons conselhos, sério e com dicas fundamentais para todos nós, Obrigada!
    Tenho 50 anos e pele com manchas (melasma) e como tal adorei o post. Fiquei com algumas dúvidas, no 1º passo da limpeza, após o cleanser, que tónico poderei usar na rotina da manhã? E à noite, quando usar o Glycolic 10 Renew Overnigh ou o Retexturing Activator ? Poderei usar um tónico com ácido glicólico, por exemplo o da Pestle & Mortar? Fico agradecida se me puder esclarecer. Um beijinho e muito sucesso.

    1. Joana Alvares diz:

      Olá Ana! Viva! Com melasma o mais indicado, sempre, é pedir a opinião do dermatologista não só sobre o tratamento necessário bem como sobre a rotina de rosto. Após a limpeza podes usar um tónico que gostes, hidratante, por exemplo. O Glycolic 10 Renew Overnight é usado no máximo 3 noites por semana. Deve iniciar-se a utilização 1 vez por semana, depois 2 vezes e aumentar para 3 vezes se a pele tolerar, só na rotina da noite e como primeiro passo após a limpeza. O Retexturing Activator deve ser usado nas restantes noites, como primeiro passo da rotina após a limpeza. Ambos devem ser seguidos do hidratante (numa pele oleosa não é necessário usar hidratante depois do Glycolic 10 Renew Overnight). Um tónico com ácido glicólico com este tipo de produtos em simultâneo só deve ser usado se a pele o tolerar (uma vez que já está a ser usado ácido glicólico nas noites do Glycolic 10 Renew Overnight). Podes por exemplo fazer nas noites em que aplicas o Retexturing Activator. É muito importante perceber como reage a pele uma vez que estes produtos são extremamente eficazes mas numa pele não habituada a fazer renovadores celulares pode sensibilizar um pouco. Daí a importância de iniciar o uso de ácido glicólico de forma gradual. É FULCRAL o uso de protetor solar diário com proteção elevada todas as manhãs. O meu conselho, tal como referi no início, é procurar o dermatologista para um aconselhamento sobre o tratamento e a rotina de rosto. Um beijinho, Joana

Comenta este post

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

As seguintes regras de RGPD (Regulamento Geral Proteção de Dados) terão de ser lidas e aceites:
Este formulário armazena o teu nome, e-mail e conteúdo para que possamos acompanhar os comentários colocados no site. Para mais informações, consulta a nossa política de proteção de dados, onde obterás mais informações sobre onde, como e por que armazenamos os teus dados.

recebe as novidades beautyst

    A
    Aceito as condições gerais. Consulta a nossa política de proteção de dados. Este website está protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e Condições do Serviço do Google são aplicáveis.

    My beauty Wishlist