Estudos que demonstram a eficácia de Crescina

crescina eficacia

# Artigo escrito em parceria com a marca Crescina. Disclaimer: embora este artigo seja uma parceria, ele contém apenas as minhas opiniões sinceras sobre este tema. Todas as parcerias são pensadas por forma a serem informativas e úteis, e acima de tudo, com marcas e produtos com os quais eu me identifico. Crescina é uma solução única para a perda de densidade capilar e perda de densidade capilar associada à queda de cabelo. Experimentei Crescina pela primeira vez este ano e a verdade é que 4 meses depois do tratamento com Crescina eu tinha imenso cabelo novo e senti mais densidade capilar. Mas para além da experiência individual, as soluções que utilizamos devem demonstrar eficácia clínica. Por isso hoje mostro aqueles que são os estudos de eficácia com Crescina e que sustentam os resultados da sua utilização: Crescina é eficaz e funciona mesmo!

crescina

Demonstrar eficácia para proteger o consumidor de alegações enganosas

Um grande número de cosméticos que se dizem eficazes no tratamento coadjuvante da alopécia androgenética são vendidos no mercado, mas alguns carecem de comprovação clínica, contando apenas com os efeitos das matérias-primas descritos de forma isolada. Ao contrário desta abordagem, de facto os fabricantes deveriam demonstrar a eficácia do produto para proteger o consumidor de alegações enganosas.

Pequena história da investigação Crescina

Em 1998 Crescina foi produzida pela primeira vez com base num conceito de crescimento de novo cabelo, investigado e desenvolvido por Labo em 1991. Em 2011 com a tecnologia HFSC (Stem-Engine: proteína de arroz hidrolisado, ácido corosólico) o desenvolvimento da fórmula permitiu atingir eficácia no crescimento de cabelo em 100% dos indivíduos tratados. Quatro anos depois, em 2015, a Labo desenvolveu a Tecnologia Transdérmica, que veio garantir que uma percentagem significativa de ingredientes penetra na derme e epiderme do couro cabeludo. Em 2019 Labo adicionou o Complexo Booster (metionina, glicina, tripéptido-1 de cobre) para reforçar o processo de crescimento do cabelo e a ciclodextrina para prolongar a ação dos ingredientes. O Re-Growth Complex contém o HFSC Complex patenteado, com cisteína, lisina e glicoproteína, que contribui para o crescimento fisiológico do cabelo, mantendo as células da matriz do bulbo em bom estado e permitindo o seu desenvolvimento adequado – devido a este complexo patenteado Crescina obteve eficácia e resultados positivos em 100% dos voluntários tratados, com um mínimo de +7 a um máximo de +41 novos fios de cabelo por cm2.

crescina

Crescina HFSC Complete Treatment para densidade + queda de cabelo

Crescina e as patentes

Crescina é uma marca com várias patentes, investigada e distribuída na verdade por duas empresas: Labo Cosprophar AG, empresa suíça, responsável pela investigação e desenvolvimento e Labo International, empresa italiana, que centra as atividades operacionais para Itália e o resto do mundo. A sua missão é apoiar a investigação, desenvolvimento e produção de soluções cosméticas de valor acrescentado (Labo distribui Crescina, Fillerina e Labo Transdermic em 42 países).

Crescina está protegida por várias patentes que dizem respeito não só à fórmula como à tecnologia transdérmica, nomeadamente as patentes:

  • Patentes suícas CH 703 390, CH 711 466, CH 697 229, CH 693 815, CH 693 814, CH 693 816, CH 704 629
  • Patente da União Europeia EP 2 561 858
Estudo publicado na Dermatology and Therapy, que comprova a eficácia de Crescina

A alopécia androgenética (AGA) é a causa mais comum de perda de cabelo, caracterizada pelo afinamento progressivo dos fios do couro cabeludo e definida por vários padrões. Os principais fatores subjacentes à perda de cabelo na AGA são a predisposição genética e o aumento da sensibilidade dos folículos pilosos aos androgénios, levando a um encurtamento da fase de anagénese.

Pude avaliar o artigo “Clinical Efficacy of a Cosmetic Treatment by Crescina® Human Follicle Stem Cell on Healthy Males with Androgenetic Alopecia” publicado em 2013 na revista Dermatology and Therapy.

Crescina eficácia

Objetivo do estudo: Neste estudo, os autores investigaram a eficácia de Crescina na promoção do crescimento capilar e na diminuição da queda de cabelo.

Métodos: Foi realizado um estudo randomizado, controlado por placebo, em 46 homens saudáveis ​​com alopécia grau II a IV. A taxa de cabelos em fase de anagénese (proliferação celular) e a resistência do cabelo à tração (teste de tração) foram avaliadas após 2 e 4 meses de tratamento utilizando a técnica de fototricograma e teste de tração. Os critérios de inclusão foram: sujeitos masculinos saudáveis com idade entre 20 e 55 anos, caucasianos, que apresentavam sinais clínicos de alopécia androgenética tipo II-IV, indivíduos que não usaram tratamentos anti-queda de cabelo nos 6 meses anteriores ao início do estudo, e que não pudessem usar produtos tópicos e/ou sistémicos com efeito semelhante ao do produto a ser testado durante todo o período do estudo e que não alterassem a rotina diária. Os critérios de exclusão foram: indivíduos que não se enquadravam nos critérios de inclusão, indivíduos com alergias ou sensibilidade a produtos cosméticos, produtos de higiene pessoal, protetores solares e/ou medicamentos tópicos, distúrbio do couro cabeludo, indivíduos com problemas dermatológicos na área de teste, indivíduos em tratamento farmacológico (tanto local quanto sistemicamente), anamnese positiva para atopia.

Os autores do estudo declararam não ter conflito de interesses e a marca não teve influência no desempenho, análise e interpretação do estudo.

Crescina e placebo foram utilizados (por 23 e 23 homens respetivamente) por um período de 4 meses de acordo com o seguinte procedimento: aplicar 5 ml do produto no couro cabeludo limpo e seco, linha a linha, concentrando-se nas áreas onde o afinamento era mais evidente; massajar suavemente para facilitar a penetração; aplicar todos os dias durante 5 dias consecutivos, interromper o tratamento durante 2 dias e depois continuar a aplicação.

Resultados publicados: Crescina HFSC aplicado por 4 meses demonstrou ser eficaz na promoção do crescimento capilar e na diminuição da queda de cabelo. Após 2 e 4 meses de tratamento, a taxa de cabelos em anagénese aumentou 6,8% e 10,7%, respetivamente. A resistência do cabelo à tração foi reduzida em 29,6% e 46,8%, respetivamente.

Conclusões: O presente estudo demonstrou o efeito positivo de Crescina HFSC na modulação da atividade do folículo piloso e na promoção do crescimento capilar.

crescina

Crescina HFSC para densidade capilar

Estudos de eficácia com Crescina

Para além deste estudo publicado, tive acesso a 19 estudos de eficácia da marca Crescina, que embora não publicados, têm dados de eficácia interessantes que me pareceram relevantes mostrar.

  • Num estudo feito em Dezembro de 1999, realizado num grupo de 25 voluntários, 14 do sexo feminino e 11 do sexo masculino, entre os 23 e os 45 anos, com alopécia androgenética (I-II na escala de Ludwig no caso das mulheres, e II-III na escala de Hamilton para os homens) e/ou por deflúvio, após três meses de tratamento, observou-se um aumento estatisticamente significativo de 13% no crescimento do cabelo, em relação ao valor inicial, um aumento da proporção de bulbos na fase de anagénese, ou seja, um crescimento de novos cabelos de 3,7% para 25,9% e uma proporção reduzida de bulbos em fase de telogénese (repouso e queda de cabelo) de 81,5% para 57,7%. A análise das imagens capilares ampliadas, revelou ainda um aumento médio de 11,2% no diâmetro (espessura da haste), após um tratamento de três meses.
  • Em Fevereiro de 2001, noutro estudo que envolveu um grupo de 42 indivíduos que utilizaram Crescina, composto por 24 mulheres e 18 homens afetados por vários graus de alopécia: Ludwig I-II em mulheres, Hamilton II-III-IV-V em homens e/ou com deflúvio, notou-se um aumento estatisticamente significativo de cabelos na fase de anagénese: de 27% para 53%, ou seja, um aumento de 26% após 90 dias. Após três meses de tratamento, os testes mostraram um aumento significativo de +7,8% no crescimento do cabelo, em comparação com o valor inicial. O diâmetro médio do cabelo aumentou em 17% após 90 dias de tratamento.
  • Desde 2001 que Crescina tem feito questionários de satisfação aos consumidores da marca. Em 7.300 consumidores, tendo por base os questionários de satisfação realizados e publicados em Março de 2012, 86% dos entrevistados referiram que, após o uso de Crescina, obtiveram resultados no crescimento capilar, nas partes afetadas pela perda de cabelo e 85,8% dos entrevistados referiram que, após o uso de Crescina, notaram aumento da espessura do cabelo.
  • Noutro estudo feito em Abril de 2012, duplamente cego, controlado por placebo e randomizado, com 46 homens que apresentavam sinais clínicos de alopécia androgenética tipo II a IV, após 4 meses de tratamento o fototricograma mostrou, em 100% dos indivíduos a fazer Crescina, um aumento de cabelo em fase de crescimento (anagénese) em 18,2% e uma diminuição de cabelo na fase de repouso (telogénese) em 29,1%. Além disso, em 100% dos indivíduos testados, a capacidade do cabelo de permanecer preso ao seu bulbo após a tração (resistência à tração – teste de tração) aumentou 46,8%.
  • Num outro teste de eficácia de Abril de 2015, onde foram recrutadas 42 voluntárias do sexo feminino, com idades entre 20 e 60 anos e com alopécia androgenética (graus de I-1 a I-4 Escala Ludwig), por um período de 120 dias, o fototricograma evidenciou as seguintes variações: 8,8% de melhoria média do cabelo em fase de anagénese para o grupo Crescina vs 2,4% para o grupo placebo e 17% de redução média de cabelo em fase de telogénese para o grupo Crescina vs -0,8% para o grupo placebo.

Estudos consultados:

Clinical study for evaluating the activity of a trichological lotion in subjects affected by thinning due to androgenetic alopecia and/or defluvium – Maio de 1999; Clinical study for evaluating the activity of a trichological lotion in subjects affected by thinning due to androgenetic alopecia and/or defluvium – Fevereiro de 2001; In vitro evaluation of the stimulating activity induced by a cosmetic preparation for the treatment of hair thinning on human fibroblasts and keratinocytes – Julho de 2004; In vitro evaluation of the stimulating activity induced by a cosmetic preparation for the treatment of hair thinning on human fibroblasts and keratinocytes – Junho de 2005; Effects of Crescina on human primary epidermal and dermal cells. Effects of Crescina on fibroblasts/keratinocytes – Julho de 2005; Assessment in humans of the effect on hair re-growth of a hair lotion after application under normal conditions of use. Checking of acceptability. Use test under dermatological control with objective assessment of the efficacy – Maio de 2006; Evaluation of the activity, cosmetic qualities and skin tolerability of a cosmetic lotion for hair regrowth – Novembro de 2006; Evaluation of the activity, cosmetic qualities and skin tolerability of a cosmetic lotion for hair regrowth and increased hair thickness – Maio de 2007; Effects of Crescina Re-Growth on the diameter of human hair follicles (ex vivo) – Agosto de 2007; Evaluation of the efficacy of a cosmetic product in facilitating physiological hair regrowth and promoting the increase of hair thickness – Julho de 2008; Evaluation of the efficacy and the cosmetic quality of an active lotion in facilitating physiological hair regrowth, under normal conditions of use and after 90 consecutive days of use – Julho de 2009; In vitro study on hair follicle stem cells – Julho de 2011; Efficacy study of Crescina Re-Growth – Dezembro de 2019; Efficacy study of Crescina Re-Growth HFSC – Abril de 2012; Clinical-instrumental, double blind, randomised, placebo-controlled study on the efficacy of a cosmetic lotion, Crescina Re-Growth HFSC, to aid hair growth in thinning and bald areas – Abril de 2012; Ex vivo evaluation of the absorption potential of the aminoacids, vitamins, oligoelements and nucleic acids contained in a mix through the skin (epidermis + dermis) – Março de 2015; Evaluation of the efficacy and tolerability of a hair cosmetic treatment helping hair growth in the thinning areas, through clinical-instrumental test, double-blind and placebo controlled (Women) – Abril de 2015; In vitro evaluation of the absorption potential of the following cosmetic active molecules through the skin (epidermis + dermis) – Outubro de 2015; In vitro evaluation of the absorption potential of the following cosmetic active molecules (N-Acetyl Cysteine, Lysine HCl, Glycoproteins, Methionine, Copper Tripeptide-1, Hydrolyzed Rice Protein, Eriobotrya Japonica Leaf Extract) through the skin (Epidermis+Dermis) in presence of an enhancer mixture composed by 3 cosmetic helpers – Março de 2016

crescina

Crescina HFSC Complete Treatment para densidade + queda de cabelo

É importante as marcas publicarem estudos com resultados de eficácia concretos que suportem o que afirmam perante os consumidores. Confirmo que após 4 meses de tratamento com Crescina pude comprovar a sua eficácia: senti o meu cabelo mais denso e com muito cabelo novo a nascer (mostrei o meus resultados aqui). É uma solução que me faz sentido usar como complemento ao tratamento medicamentoso prescrito para a alopécia androgenética e/ou na queda sazonal uma vez que existem apresentações para a perda de densidade e perda de densidade + queda de cabelo (expliquei como escolher uma das 12 apresentações da marca aqui).

Neste momento iniciei um novo tratamento com Crescina, precisamente para a densidade + queda, uma vez que a minha queda sazonal começa em Agosto. Qualquer ajuda, para mim, é bem-vinda!

Valorizas e procuras informação sobre eficácia comprovada?

Posts relacionados

Tratamento medicamentoso e alopécia: 20 questões

Quem, como eu, tem uma alopécia androgenética, quer estar sempre em cima da última novidade em tratamento! Porque este é um tema sobre o qual recebo sempre tantas perguntas, decidi trazer um conjunto das dúvidas ...

Setembro 20, 2022

Soluções Crescina e densidade capilar: das 12, qual escolher?

Este tem sido um tema que tem despertado muita curiosidade nas minhas seguidoras. A marca Crescina apresenta várias soluções para a perda de densidade capilar (com ou sem a componente de tratamento para queda de ...

Julho 7, 2022

Crescina: o que é e os meus resultados ao fim de 4 meses

Antes de mais eu tenho de dizer que a parceria feita com a marca Crescina só aconteceu depois de eu referir à marca que se não obtivesse resultados eu não aceitaria falar sobre a mesma. Crescina não é um produto ...

Junho 10, 2022

Comenta este post

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

As seguintes regras de RGPD (Regulamento Geral Proteção de Dados) terão de ser lidas e aceites:
Este formulário armazena o teu nome, e-mail e conteúdo para que possamos acompanhar os comentários colocados no site. Para mais informações, consulta a nossa política de proteção de dados, onde obterás mais informações sobre onde, como e por que armazenamos os teus dados.

recebe as novidades beautyst

    A
    Aceito as condições gerais. Consulta a nossa política de proteção de dados. Este website está protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e Condições do Serviço do Google são aplicáveis.

    My beauty Wishlist

    Copyright Beautyst . 2022