6 meses de Beautyst – 3 verdades sobre o mundo digital

Beautyst

Foi no dia 6 de Maio deste ano que o projeto Beautyst ficou online. Nesse dia nascia algo em que eu já estava a pensar há meses. Algo que exigiu uma preparação muito grande da minha parte para ser exatamente aquilo que eu quero: uma plataforma útil e credível sobre beleza, que aborda problemas de cabelo e de pele comuns e que todas as pessoas têm. Com apoio de uma equipa clínica: médicos dermatologistas especialistas nas áreas de cabelo e da dermatologia estética, outras especialidades médicas, farmácia e nutrição (pessoas em quem confio a 100% e têm os mesmos valores que eu tenho).

Beautyst

Os valores do projeto Beautyst

O projeto Beautyst começou por uma ideia, criar awareness para as doenças do cabelo (porque tenho uma alopécia androgenética) e desmistificar o tema. Trazer informação verdadeira, porque infelizmente na internet ainda não tinha encontrado uma plataforma credível, tirando aquelas que eu já usava como fontes de informação na minha prática profissional na Indústria Farmacêutica, como as Sociedades Científicas (exemplo da Sociedade Portuguesa de Dermatologia), o Infarmed e a Pubmed, só para dar 3 exemplos. A área do cabelo é uma das que mais engano traz ao doente, pela vulnerabilidade em que estas pessoas se encontram. Tudo parece uma solução e um milagre, quando a maior parte das vezes não é assim. Cedo pensei em alargar este projeto a todas as questões relacionadas com beleza, pele e envelhecimento, pelo mesmo motivo. Nestes 6 meses de Beautyst aprendi também muitas coisas e hoje venho falar de 3 verdades sobre o mundo digital que todas as minhas leitoras deviam saber.

Beautyst

1- É proibido por lei fazer publicidade no digital sem identificar

Há muitas pessoas que talvez não saibam, mas a legislação existe. No passado mês de Abril, a Direção Geral do Consumidor (DGC) informou sobre as regras da publicidade nos meios digitais, dada a anarquia total e falta de identificação de publicidades e parcerias. Podes saber mais sobre este assunto aqui. A DGC publicou por isso o Guia das Boas Práticas Digitais a que tens acesso neste link (podes fazer download do documento). O que tem de estar identificado? Qualquer publicidade tem de estar identificada NO INÍCIO da publicação (não vale nas hashtags), seja ela uma story, um post no blog, um artigo num site, uma foto do feed do Instagram. Publicidade / parceria pressupõe que a marca pagou em valor / serviços / produtos determinada publicação em digital. Marcas e influencers são ambos responsáveis se numa determinada publicação deste tipo não existir uma identificação (exemplo: #PUB, #PUBLICIDADE, #PARCERIA, #AD, #ADVERTISING, algo facilmente reconhecível). Ofertas não têm de estar identificadas, mas é considerado uma boa prática, e por isso eu indico sempre quando um produto me foi oferecido.

Beautyst

 

2- Há experiências relatadas nas redes sociais que são uma fraude

Infelizmente, nestes 6 meses, também já vi muitas coisas. Há marcas que referem que há pessoas a aceitar fazer parcerias com produtos que nunca chegaram a experimentar, relatando uma experiência que nunca existiu. Isto deixa-me muito triste. Não é esta a minha prática e tenho pena que o digital se tenha transformado em parte num desenrolar de publicidade enganadora, dúbia e pouco transparente. As minhas regras são muito claras: falo do que gosto, do que experimentei de forma consistente (explico no parágrafo seguinte) e com responsabilidade. Quem trabalha na área da saúde tem de ter ética. E pele e beleza são saúde. Logo exigem ética.

Beautyst

Beautyst

3- A experiência com um produto de pele deve ser no mínimo 28 dias

E isto tem um motivo: a nossa pele renova-se a cada 28 dias (ou mais, dependendo da idade), por isso uma experiência de 5 minutos ou 5 dias nunca será suficiente para relatar o verdadeiro resultado de um produto. Pode falar-se sobre a textura, cosmeticidade, penetração na pele. Mas pouco mais. Para dizer: “Este creme é ótimo para prevenir o envelhecimento” (só como exemplo) tem de haver responsabilidade de quem o afirma. Se eu experimento um produto novo e falo dos seus resultados, no mínimo vou usá-lo durante um mês. Por isso, na realidade, de quantos produtos é que uma influencer pode falar com uma experiência sustentada? Poucos. E a juntar a isto o facto de muitos outros fatores externos poderem enviesar os resultados falados. E quando se desconhecem os fatores externos que implicam resultados na pele, como se pode atribuir a sensação de eficácia de um produto nestas condições?

Beautyst

Beautyst

Hoje faço este balanço, porque acredito que este é o caminho. Estou muito desiludida com o digital. Porque se no início havia espontaneidade e as partilhas eram honestas, quando o digital se muniu de apoios, patrocínios, publicidade e budgets as coisas deixaram de ser as mesmas. Por isso quero fazer diferente. Podes consultar os valores do meu projeto e as regras que cumpro neste link. A página com os valores do projeto Beautyst foi escrita meses antes de o projeto estar online. E é assim que irei manter o meu caminho. Há bons exemplos no nosso país de criadores de conteúdo que dão uma opinião sincera e responsável. Espero que cada vez mais quem está desse lado consiga perceber a diferença.

Obrigada a todas as que estão desse lado a aprender, a dar força todos os dias e a ensinar-me muito também!

Fotografia: Yellow Savages

 

 

Posts relacionados

O meu Workshop de cuidados de pele

Foi no passado dia 12 de Outubro que decorreu o primeiro Workshop de Skincare Beautyst, um workshop de cuidados de pele que demorou literalmente meses a ser preparado. Por isso foi um momento muito feliz, de casa...

Novembro 5, 2019

Como escolher o médico certo para o nosso cabelo / pele?

Há milhares de médicos no nosso país e sabermos se existe um especialista em determinada área e termos a certeza de que corresponde às expectativas é sempre um enigma. Já falei aqui várias vezes sobre o meu probl...

Setembro 12, 2019

Mãe em burnout, mãe ausente

Assunto tabu, este. Já falei aqui sobre o processo de burnout de que sofri. Há muitas coisas importantes que gostava ainda de partilhar contigo. Quando passamos por um processo assim, e ainda por cima achamos que...

Junho 21, 2019

Comenta este post

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

As seguintes regras de RGPD (Regulamento Geral Proteção de Dados) terão de ser lidas e aceites:
Este formulário armazena o teu nome, e-mail e conteúdo para que possamos acompanhar os comentários colocados no site. Para mais informações, consulta a nossa política de proteção de dados, onde obterás mais informações sobre onde, como e por que armazenamos os teus dados.

recebe as novidades beautyst

A
Aceito as condições gerais. Consulta a nossa política de proteção de dados.

My beauty Wishlist