Dermatite atópica – o que é e como tratar?

dermatite atópica

# Artigo escrito em parceria com a La Roche-Posay. Disclaimer: embora este artigo seja uma parceria, ele contém apenas as minhas opiniões sinceras sobre este tema. Todas as parcerias são pensadas por forma a serem informativas e úteis, e acima de tudo, com marcas e produtos com os quais eu me identifico. Este tema é-me muito familiar. A dermatite atópica faz parte da minha vida. A minha filha queixa-se desde muito pequena sobretudo nos cotovelos, mãos e zona posterior dos joelhos de dermatite atópica, também conhecida como eczema atópico. Esta é uma condição de pele que traz muito desconforto a crianças e a adultos também. É uma doença que se manifesta habitualmente nos primeiros meses de vida e mais raramente em jovens adultos, embora possa ocorrer também no adulto. Neste Live, feito em conjunto com a dermatologista Dra. Joana Dias Coelho, abordamos a dermatite atópica e os principais cuidados a ter. Mas o que é exatamente esta doença de pele?

der

Dermatite atópica – o que é?

Cerca de 10% das crianças sofrem de dermatite atópica (ou eczema atópico). É uma doença de pele que apresenta inflamação da pele e que provoca muita comichão. A pele atópica reage de forma exacerbada a estímulos habituais que a pele de outras pessoas suporta com normalidade. Numa grande percentagem das pessoas afetadas com dermatite atópica ou nos seus familiares, para além das queixas de pele podem acontecer concomitantemente asma e/ou rinite alérgica. A atopia refere-se assim à tendência para ter este tipo de queixas.

beautyst

Como é que a dermatite atópica se manifesta na criança e no adulto?

A pele atópica costuma ser seca e áspera. Existe alguma incapacidade de a pele reter água na camada mais externa da pele pela insuficiente produção de lípidos intercelulares e alterações dos corneócitos. Uma das queixas mais frequente é a comichão quando se transpira. Este prurido aliado também à secura da pele e a uma diminuição do limiar de sensibilidade ao prurido, leva a que quem tenha pele atópica sinta uma vontade de coçar permanentemente a pele. No caso das crianças isto pode acontecer inclusive durante o sono, levando a noites mal dormidas e que podem afetar toda a família.

Quando a dermatite atópica se manifesta nos primeiros meses da vida localiza-se por norma no rosto. As áreas à volta da boca e olhos, couro cabeludo e partes laterais das pernas e braços por norma são poupadas. O que podemos observar na pele? Lesões vermelhas e ásperas, que podem evoluir para pequenas vesículas com líquido, descamação e/ou crostas. A evolução varia de pessoa para pessoa. Pode regredir completamente no segundo ano de vida ou progredir durante a infância. As zonas com maiores queixas poderão ser as pregas dos cotovelos e joelhos, a parte superior das mãos e pés e os pulsos. Nas crianças são frequentes os moluscos contagiosos, pequenas vesículas / bolhas de cor rosada ou transparente no tronco e membros, e as verrugas das mãos ou dos pés, vulgarmente conhecidas como “cravos”.

No adulto o eczema ou dermatite de contacto por via da atividade profissional na área da saúde, os profissionais de cabeleireiro, os profissionais da indústria alimentar, entre outros, podem limitar inclusivamente a continuidade da atividade profissional. Nestes casos o dermatologista ou o imunoalergologista poderão realizar testes epicutâneos para determinar os fatores desencadeantes e orientar o tratamento.

dermatite atópica

Dermatite atópica, primavera e verão

É nesta altura que as queixas podem piorar. As pessoas com pele atópica são mais frequentemente alérgicas a fatores desencadeantes de alergias como os ácaros, pelos, penas de animais e pó da casa. Por isso nesta altura do ano as queixas de prurido podem ser mais frequentes. O contacto da pele com pós, palhas secas, etc. pode manifestar-se com borbulhas vermelhas com picada ou pequenas bolhas com água no centro (esta é a manifestação típica da minha filha) que causam muita comichão e que podem infetar.

Como se faz o diagnóstico de dermatite atópica?

Através da história clínica e da observação das lesões na maior parte das vezes. Pode ser necessário fazer uma biópsia cutânea quando não há melhorias com o tratamento ou se existirem dúvidas no diagnóstico. Os testes epicutâneos, que já mencionei e os testes sanguíneos de alergias permitem perceber se o doente também tem alergias alimentares e / ou respiratórias. Desta forma é possível orientar o tratamento.

dermatite atópica

dermatite atópica

Como tratar a dermatite atópica?

O primeiro cuidado a ter é a utilização de hidratantes e cuidados específicos. A linha Lipikar da La Roche-Posay está indicada na pele atópica e/ou seca de toda a família desde o nascimento. Já falei sobre o caminho de sustentabilidade da marca La Roche-Posay neste artigo. Quais os cuidados Lipikar para a dermatite atópica?

  • O Baume AP+M, um bálsamo anti-irritação e anti-prurido, com textura aveludada e sem perfume. Reequilibra o microbioma da pele, ajudando a espaçar as crises e com eficácia antirrecidiva. Nutre a pele e restaura a sua função de barreira. Pode ser usado por bebés, crianças e adultos com pele seca a muito seca, com dermatite atópica e/ou alergias e para quem sofre com prurido na pele. Podemos encontrar a embalagem tradicional e o novo Eco Tube, com a mesma fórmula, mas agora com – 45% de plástico na embalagem. Onde encontrar: em farmácias e parafarmácias e online, por exemplo aqui (embalagem de 400 ml com oferta do óleo lavante 200 ml) ou aqui (embalagem de 400 ml com oferta do creme lavante 200 ml) ou aqui (Eco Tube de 200 ml).

  • O Lipikar Syndet AP+ é um gel-creme lavante, numa textura creme confortável, para lavar a pele do rosto e corpo, desde o nascimento. Hidrata e apazigua a pele. Estou verdadeiramente rendida a este creme lavante. Não contém perfume e não faz espuma. É adequado ao couro cabeludo e crosta láctea dos bebés. É também adequado a pele sensível, seca e com prurido. Na sua composição encontramos manteiga de karité e niacinamida, em combinação com Aqua Posae Filiformis, um ingrediente patenteado pela marca. Existe também o refill! Onde encontrar: em farmácias e parafarmácias e online, por exemplo aqui (embalagem 400 ml com oferta do refill de 400 ml).

lipikar

  • O Lipikar Óleo Lavante, anti-irritação e anti-prurido. Hidrata a pele e repõe o conforto, protegendo a pele contra os efeitos de secura da pele no duche. Pode ser usado por toda a família, desde bebés a adultos. Fácil de enxaguar, pode ser usado no duche o no banho (nesse caso colocar o equivalente a 5 pressões na água e misturar bem enquanto se enche a banheira). Contém um perfume hipoalergénico. Pode ser usado no couro cabeludo dos bebés e nas zonas íntimas. Contém um ingrediente patenteado, Aqua Posae Filiformis, para atuar na secura da pele, prurido e pele repuxada através de uma fórmula enriquecida com niacinamida e manteiga de karité. Existe também o refill! Onde encontrar: em farmácias e parafarmácias e online, por exemplo aqui (embalagem 400 ml com oferta do refill de 400 ml).

  • O Stick Anti-comichão Lipikar é uma solução muito prática para trazer connosco e para as crianças levarem para a escola, para ajudar a apaziguar o prurido em qualquer altura e em qualquer lugar. Pode ser usado no rosto e corpo. Num teste que avaliou a sua utilização em 80 indivíduos com dermatite atópica, medido ao longo de 3 meses, aplicado duas vezes por dia, 92% reportaram ter uma pele mais confortável e 89% reportaram uma diminuição da vontade de coçar. A minha filha tem levado para a escola para diminuir a comichão e a diferença é muito notória. Onde encontrar: em farmácias e parafarmácias e online, por exemplo aqui.

dermatite atópica

Tratamentos prescritos pelo médico que podem ser necessários na dermatite atópica

Também pode ser necessário usar corticoides e imunomuduladores tópicos, em creme ou pomada. Caso exista uma agudização das queixas pode ser necessário que o médico prescreva corticoides por via oral por um período de tempo curto. Em casos graves podem ser necessários medicamentos imunossupressores (medicamentos que diminuem a inflamação). Nalguns casos específicos podem ser necessários medicamentos biológicos de prescrição hospitalar.

Conhecias as manifestações e tratamento da dermatite atópica?

Fotografia: Márcia Soares

Referências: Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia e Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica

Posts relacionados

Higiene Íntima ISDIN e como fazer a correta higiene genital?

O que precisamos de saber sobre higiene íntima? Tendo por base a Revisão dos Consensos em Infeções Vulvovaginais da Sociedade Portuguesa de Ginecologia e as Recomendações para o Diagnóstico e Tratamento das Vagin...

Junho 20, 2024

MicoXpert: o expert das infeções fúngicas das unhas

Depois do enorme sucesso da caneta Si-Nails da ISDIN para as unhas fracas e quebradiças a marca não parou de inovar e acaba de lançar o novo MicoXpert, um dispositivo médico em caneta para o tratamento e prevençã...

Junho 1, 2024

Refirmante da ISDIN: pele mais firme ao fim de 1 mês

Se a flacidez da pele é um dado adquirido à medida que os anos avançam, a verdade é que passamos algum tempo das nossas vidas a tentar encontrar soluções eficazes para a perda de firmeza. Recentemente descobri o ...

Maio 5, 2024

Comenta este post

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

As seguintes regras de RGPD (Regulamento Geral Proteção de Dados) terão de ser lidas e aceites:
Este formulário armazena o teu nome, e-mail e conteúdo para que possamos acompanhar os comentários colocados no site. Para mais informações, consulta a nossa política de proteção de dados, onde obterás mais informações sobre onde, como e por que armazenamos os teus dados.

recebe as novidades beautyst

    A

    Aceito as condições gerais. Consulta a nossa política de proteção de dados. Este website está protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e Condições do Serviço do Google são aplicáveis.

    My beauty Wishlist

    Copyright Beautyst . 2024