Mariana Soares Branco – evidenced based beauty?

Mariana Soares Branco

A Mariana Soares Branco é médica e começou o seu blog exatamente quando entrou na faculdade, quando começou a estudar anatomia – uma área muito “fechada”. Queria com o seu blog fazer algo que não tivesse a ver com medicina, porque nunca deixou de se interessar por áreas diferentes, como a fotografia (adora desde pequena!), a moda, as viagens, as línguas. Hoje aos 26 anos faz uma retrospetiva do seu crescimento enquanto pessoa, uma vez que grande parte desse crescimento foi em simultâneo com a sua presença digital. Esta é a primeira parte da nossa conversa, de alguém que admiro bastante, pela sua franqueza, perfeccionismo, rigor. Adoro também seguir as suas sugestões de moda, de marcas portuguesas, de peças simples com um twist, da sustentabilidade (tão necessária!), bem como todos os conteúdos que produz enquanto médica, como por exemplo todo o conjunto exemplar de informação que disponibilizou nas suas redes sociais sobre o coronavírus.

Mariana Soares Branco

P: Faz sentido falar em evidenced based beauty?

Mariana Soares Branco: Por ser médica, sinto que tenho uma responsabilidade diferente sobre o que digo nas redes sociais. Tenho muito cuidado com as minhas palavras, tanto em temas baseados na evidência como quando expresso a minha opinião pessoal… Tento publicar sobre determinado assunto só depois de o estudar devidamente. Hoje em dia é muito fácil qualquer pessoa ter uma opinião sobre qualquer assunto e publicá-la nas redes, mesmo que muitas vezes essa opinião não esteja bem fundamentada.

Isto também acontece com a área da beleza. E é exatamente por este motivo que acredito que faz sentido falar em evidenced based beauty. E promover este tipo de contas que informam de forma honesta nas redes sociais. Apesar de que as contas que acabam por ter mais sucesso são simplesmente as que têm fotografias mais bonitas, muitas vezes sem ter em conta a competência de quem escreve. Sinto que há muita falta de espírito crítico, especialmente nas camadas mais jovens e sobretudo se não têm um background científico. As pessoas facilmente seguem qualquer coisa que se diga na internet, sem colocarem em causa aquilo que estão a ler.

Mariana Soares Branco

Mariana Soares Branco

P: Uma dúvida sobre cabelo ou pele que nunca tenhas perguntado?

Mariana Soares Branco: Não te sei dizer…

P: Um hábito ou produto de beleza que tenhas herdado da tua mãe?

Mariana Soares Branco: Não sei… talvez o creme de mãos. A minha mãe sempre foi muito “de cremes”. Acho que posso falar mais de hábitos de beleza do que de produtos específicos. Os cremes são um deles, sem dúvida… e a minha mãe também sempre adorou perfumes. Lembro-me de me ensinar a colocá-los nos pulsos, atrás das orelhas… foi um hábito que passou para mim.

Mriana Soares Branco

Mariana Soares Branco

P: O que é para ti um good hair day?

Mariana Soares Branco: Não ter o cabelo oleoso!!! (Risos) Ter o cabelo lavado! Eu tenho imensa inveja daquelas pessoas que têm o cabelo encaracolado e que o podem lavar só uma vez por semana. Eu tenho de lavar o cabelo quase todos os dias. Ao segundo às vezes ainda aguenta, mas ao terceiro dia parece que estrelei um ovo na cabeça. Não dá. Um good hair day é definitivamente um em que não esteja oleoso e tenha algum volume. Todas passámos pela ideia que se lavássemos menos o cabelo ficaria menos oleoso, mas isso é mesmo um mito. Mas olha, por volta do 9º ano eu tinha o cabelo muito comprido, muito liso e com o risco ao lado. E sentia-me segura com aquele look. Um dia, não sei o que é que me deu, decidi cortar o cabelo curto depois de ter visto a Rihanna no videoclip da música Umbrella. E cortei-o assim! Um bob mais curto atrás e mais comprido à frente. E adorei a transformação, adoro a “distinção” que um cabelo curto dá, quando o mais tradicional é que as mulheres tenham o cabelo comprido. A partir daí já experimentei vários looks, sem problemas… As mudanças de look têm coincidido com novas fases da minha vida, o que não deixa de ser engraçado. Por exemplo quando entrei para a faculdade fiz franja, mas a coisa não correu muito bem por ter o cabelo oleoso. Depois também comecei a pintar o cabelo, já tive o cabelo mais arruivado, depois o cabelo mais escuro, agora loiro. Usei e uso o cabelo como forma de expressão.

P: Qual é o ritual de beleza de que não prescindes?

Mariana Soares Branco: Eu confesso que a minha beleza é um bocadinho preguiçosa! (Risos) A minha vida é sempre a correr, por isso a minha beleza quotidiana é muito prática. No meu dia a dia uso o mínimo indispensável. Não sou daquele tipo de pessoas que usa 10 produtos na sua rotina e normalmente ando de cara lavada, não sinto necessidade de me maquilhar. E como não o faço todos os dias, se faço uma maquilhagem mais elaborada quando vou sair à noite ou ao fim-de-semana, parece que até me dá mais gosto e posso fazer tudo com calma. O que eu gosto mesmo de fazer é um “spa caseiro” ao fim-de-semana… ponho um spray nutritivo e uma máscara no cabelo, ao mesmo tempo que coloco uma máscara hidratante no rosto. E enquanto isso ando de toalha pela casa, vou ouvindo um podcast ou tratando de coisas que preciso de fazer. E depois tomo o meu banho. Isso é das coisas que me dão mais prazer. Mas vês, não é uma beleza ativa. Quando faço isso sinto “Pronto, esta semana já cuidei de mim, agora já posso voltar à minha vida normal!”. (Risos)

Nota: este spray de cabelo que a Mariana fala é um verdadeiro vício que herdei depois de a ver falar nas suas redes sociais sobre este produto. É o Karité Nutri Óleo Nutritivo da René Furterer, e falei dele neste artigo.

Mariana Soares Branco

P: Tens algum segredo para comprar produtos de beleza a bom preço?

Mariana Soares Branco: Desde que descobri a Primor que sou super fã! Porque de facto, os preços são incríveis. É lá que compro a minha base por exemplo, a Double Wear da Estée Lauder. Mas eu tenho uma certa dualidade com as lojas online, sabes? Porque têm o grande problema de não nos permitirem experimentar os produtos. Praticamente todos os produtos que uso, comprei porque me foram recomendados por alguém nas redes sociais. Mas não sigo “às cegas” e gosto sempre de experimentar na minha pele antes de comprar, para ver se funcionam comigo. Por exemplo, algumas das bases que me foram mais recomendadas, como a Backstage da Dior ou a Can’t Stop Won’t Stop da Nyx, não gostei de ver na minha pele. Portanto nesse sentido as lojas físicas têm vantagens… Além de que gosto muito de “ir passear” às lojas, e gosto de ir sozinha. A minha mãe é das poucas pessoas com quem vou às compras. Quase nunca compro nada, porque ao longo dos anos aprendi que nestes passeios acabo por comprar coisas por impulso que depois não uso. Portanto o que faço é ver os produtos nas lojas físicas, pensar sobre o assunto, e depois mandar vir online o que quero. Esta tem sido a minha filosofia de compras.

 

P: O que é para ti o projeto Beautyst?

Mariana Soares Branco: É um projeto que tem imenso mérito. Um projeto que alia uma boa estética com informação fidedigna. Ao mesmo tempo assumes que não sabes tudo e trabalhas com profissionais de referência nessas áreas e tentas aproximar estes profissionais do público… O trabalho que mais gosto que estejas a fazer é exatamente esse, seres uma mediadora entre profissionais de saúde e o público. Acho que é raro que haja profissionais de saúde com as skills necessárias para transmitir o seu conhecimento de forma descomplicada e compreensível. As pessoas que não são da área muitas vezes não entenderiam ou pura e simplesmente nem teriam a iniciativa de ir a esse tipo de fontes. É um projeto espetacular por fazer essa ponte. Por outro lado, falar de beleza para um público mais velho tem imenso mérito porque é um nicho que estava (quase) totalmente em aberto em Portugal. É um projeto inovador em imensos aspetos a nível nacional e que tem imensas pernas para andar. Como médica aprecio imenso um projeto assim, que tenhas tanto critério na informação que partilhas e que tenhas a visão de perceber como a comunicar.

Mariana Soares Branco

Mariana Soares Branco

Falar com a Mariana Soares Branco é literalmente um prazer! Uma pessoa com uma enorme paixão pela vida, o que se vê no seu sorriso, expressão e na forma como comunica. Em breve publicarei a segunda parte desta nossa interessante conversa!

Espaço: A BASE

Coffee break: Bit by Bit

Fotografia: Márcia Soares

Posts relacionados

O truque invisível para não esborratar a maquilhagem

Decidi não adiar mais a publicação deste mini artigo simplesmente porque no dia em que decidi escrever estas linhas, e após me ter esquecido de replicar este truque, vi-me ao espelho com dois borrões pretos de ma...

Julho 13, 2024

L’Eau Rêvée d’Hubert: a minha fragrância mais enigmática

A L’Eau Rêvée d’Hubert da Sisley é a minha fragrância mais enigmática (e eu sou apaixonada por ela). Longe de ser consensual, e tal como num sonho, os variados acordes revelam janelas para mundos repletos de mist...

Junho 13, 2024

Futuredew da Glossier: glow em frasco que deslumbra de 3 formas

Em Fevereiro, estive em Londres e um dos lugares que não podia perder era a loja da Glossier. Uma das soluções que estava ansiosa por experimentar era o icónico Futuredew da Glossier, um híbrido com tanto para of...

Maio 7, 2024

Comenta este post

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

As seguintes regras de RGPD (Regulamento Geral Proteção de Dados) terão de ser lidas e aceites:
Este formulário armazena o teu nome, e-mail e conteúdo para que possamos acompanhar os comentários colocados no site. Para mais informações, consulta a nossa política de proteção de dados, onde obterás mais informações sobre onde, como e por que armazenamos os teus dados.

recebe as novidades beautyst

    A

    Aceito as condições gerais. Consulta a nossa política de proteção de dados. Este website está protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e Condições do Serviço do Google são aplicáveis.

    My beauty Wishlist

    Copyright Beautyst . 2024