Varizes: 6 mitos e realidades sobre tratamento

varizes

Quando falei em varizes nas minhas redes sociais eu não tinha ideia da quantidade de pessoas que queria que eu abordasse este tema! Por ter percebido que as varizes são um assunto que preocupa a muitas pessoas que lêem os meus artigos, fui ver em Portugal, na área da cirurgia vascular, especialidade médica a procurar quando o assunto é varizes ou derrames, um cirurgião que se destaque nesta área. E é com muito gosto que a Dra. Joana de Carvalho, cirurgiã vascular, nos vai desmistificar uma série de dúvidas em vários artigos, sendo este o primeiro! A Dra. Joana dedica-se em exclusividade à área da flebologia e flebologia estética tratando diariamente casos de varizes e derrames. Queres saber quais os 6 mitos mais frequentes sobre o tratamento de varizes? A Dra. Joana de Carvalho explica.

Varizes: desmistificando o seu tratamento

Quem tem varizes muitas vezes adia o seu tratamento, seja por estas não causarem desconforto ou por receio de tratamentos complicados e de uma recuperação demorada. Importa assim esclarecer os mitos em torno do tratamento deste problema tão comum!

1. As veias safenas são as mais importantes do nosso corpo e, portanto, a sua eliminação é prejudicial à circulação

MITO – As veias safenas são parte do nosso sistema venoso superficial, que, em boa verdade, terá uma função quase vestigial na drenagem venosa. Esta é, maioritariamente, assumida pelo sistema venoso profundo (veias mais calibrosas que acompanham as artérias). Acresce a este facto que, quando estão “doentes” (insuficientes), estas veias podem provocar complicações. Assim, a cirurgia de varizes e a eliminação das veias safenas doentes em nada prejudica a circulação das pernas, muito pelo contrário.

2. Não há tratamento definitivo para as varizes

VERDADE – As varizes fazem parte de um espetro de sinais que caracteriza a Doença Venosa Crónica. Como na maioria das doenças crónicas, existe o risco do seu ressurgimento. Mas, com um bom planeamento e um tratamento bem sucedido, não serão as veias já tratadas que “voltam”, mas veias que outrora eram saudáveis que desenvolvem a doença “de novo”. É sempre aconselhável manter um acompanhamento com o Cirurgião Vascular para manter a vigilância e os tratamentos de “manutenção” indicados. A verdade é que a maioria das pessoas submetida a tratamento de varizes não terá necessidade de outra cirurgia.

3. A recuperação de uma cirurgia de varizes é demorada e complicada

MITO – Atualmente, a grande maioria destes procedimentos são realizados em ambulatório, isto é, o doente tem alta hospitalar no próprio dia do tratamento. Habitualmente os pacientes, dependendo de cada caso específico, retomam a atividade diária habitual quase de imediato. É apenas recomendado evitar esforços físicos e alternar com alguns períodos de descanso. Não é recomendado repouso absoluto no leito.

varizes

4. Após a cirurgia é necessário manter ligaduras nas pernas durante uma semana

MITO – Os cuidados pós-operatórios dependem de cada caso específico (incluindo preferência do cirurgião). Contudo, na maioria dos casos, nas primeiras semanas os pacientes têm indicação para usar meia de contenção elástica. As ligaduras, tradicionalmente colocadas nas pernas após a cirurgia, atualmente estão indicadas em casos muito esporádicos.

5. A escleroterapia com espuma pode substituir a cirurgia

VERDADE – A escleroterapia com espuma pode, em determinados casos, ser uma alternativa à cirurgia porque permite tratar veias mais calibrosas. Contudo, tem uma taxa de sucesso inferior à da cirurgia, sendo reservada a alguns casos específicos.

6. Quando não há sintomas, não há necessidade de tratar as varizes

MITO – Mesmo na ausência de dor, sensação de peso ou cansaço, as varizes podem desenvolver complicações. São veias doentes que não fazem uma drenagem eficiente e como tal, o risco de tromboflebites é uma realidade. Podem também ocorrer alterações da pele (manchas, fragilização da pele, eczema e, em casos mais avançados, úlceras – feridas que tardam em cicatrizar).

 

O tratamento das varizes está indicado e deve ser o mais precoce possível para garantir um melhor e mais definitivo resultado. Em alguns casos poderá passar apenas pela toma de alguns fármacos específicos e/ou uso de meia elástica, noutros casos por algum tipo de intervenção. A avaliação por Cirurgia Vascular será sempre essencial para definir o melhor tratamento de forma individualizada.

Dra. Joana de Carvalho, cirurgiã vascular

Varizes ou derrames – a minha realidade

Não tenho varizes mas tenho alguns derrames nas pernas, que se foram intensificando com a idade. Em breve também iremos abordar a temática dos derrames e os tratamentos disponíveis. Se era algo a que não ligava há uns anos, a verdade é que pelo facto de terem vindo a ficar mais visíveis com a idade é algo que não quero descurar.

Tens varizes ou derrames nas pernas?

Fotografia: Márcia Soares

 

Posts relacionados

Mastopexia – tudo sobre lifting mamário

Depois de já ter falado sobre redução mamária e mamoplastia de aumento, chegou a hora de abordar um tema muito procurado: a mastopexia. O que é a mastopexia? Como se faz? Hoje conto com a ajuda da cirurgiã plásti...

Abril 13, 2021

Redução mamária: o que é e para que serve esta cirurgia?

Depois de ter falado da minha mamoplastia de aumento senti que faria todo o sentido abordar também a redução mamária, uma vez que é uma cirurgia relativamente frequente. É uma das principais intervenções realizad...

Março 30, 2021

Mamoplastia de aumento – tudo sobre a minha cirurgia

Há algum tempo falei sobre as razões que me levaram a pensar fazer uma mamoplastia de aumento. Fiz a minha mamoplastia de aumento há 5 anos e foi uma experiência ótima a nível da minha autoestima, uma vez que dep...

Dezembro 29, 2020

8 comentários

  1. Ana Rodrigues diz:

    Olá Joana. Tive derrames que foram tratados por um Cirurgião Vascular do Hospital CUF Cascais, há uns 3 anos. Foram secos em algumas sessões (3 ou 4, não me recordo). Correu bem e até hoje, não precisei de voltar a fazer mais nada. Fui à consulta apenas por uma questão estética. Não tinha dores nem incómodo. Só o visual.

    1. Joana Alvares diz:

      Ana, muito obrigada pelo teu feedback! Um beijinho! Joana

  2. Joana diz:

    Olá tenho derrames , e faço escleroterapia 3 a 4 sessões por ano. Mas gostaria de fazer laser pois penso ser mais eficaz . Tem algum feedback sobre laser ? Obrigado e parabéns pelo beautyst

    1. Joana Alvares diz:

      Olá Joana! Fiz um Live muito completo sobre este tema, com as várias opções de tratamento, com a participação da Dra. Joana de Carvalho. Podes ver aqui: https://www.instagram.com/tv/CMfvLY5J8_l/?utm_source=ig_web_copy_link
      Um beijinho!

  3. Maria Dulce Rodrigues diz:

    Faço tratamento de varizes/derrames por escleroterapia há bastantes anos, e assim mantenho as pernas sempre saudáveis e “bonitas”
    Acho que muitas mulheres não fazem por desconhecimento deste procedimento tão simples até porque quando se fala de estética nunca se fala de pernas e é bom que isto seja divulgado até porque também é uma questão de saúde.

    1. Joana Alvares diz:

      Muito obrigada pela tua tão importante partilha! Um beijinho! Joana

  4. Isabel diz:

    Olá Joana eu fui operada há cerca de 10 anos, retiraram a safena, mas cada vez mais sinto as pernas pesadas, confesso que nem sempre tenho vontade de usar as meias de descanso… gostava muito de ser vista pela Dra Joana, mas infelizmente ela deixou de vir a Lisboa.
    Obrigada pelo artigo, bem como a live.
    Beijinhos

    1. Joana Alvares diz:

      Olá Isabel, se tens interesse contacta a Clínica Allure onde a Dra. Joana dá consulta, uma vez que é possível nesta fase fazer teleconsulta, se fizer sentido para ti. Um beijinho!

Comenta este post

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

As seguintes regras de RGPD (Regulamento Geral Proteção de Dados) terão de ser lidas e aceites:
Este formulário armazena o teu nome, e-mail e conteúdo para que possamos acompanhar os comentários colocados no site. Para mais informações, consulta a nossa política de proteção de dados, onde obterás mais informações sobre onde, como e por que armazenamos os teus dados.

recebe as novidades beautyst

    A
    Aceito as condições gerais. Consulta a nossa política de proteção de dados. Este website está protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e Condições do Serviço do Google são aplicáveis.

    My beauty Wishlist