Estrias, o que fazer? (segundo a dermatologista)

estrias

Quando era adolescente apareceram-me as primeiras estrias na parte interna das coxas. Mais recentemente, no mesmo local, voltaram a aparecer umas quantas mais, o suficiente para eu querer abordar este assunto na consulta de dermatologia. Neste momento já ocupam uma área de cerca de 20 cm na parte interna das coxas e tenho algumas na zona das nádegas (zona onde também tenho algumas marcas – “bolinhas” – da minha queratose pilar). Embora não esteja muito preocupada com o assunto, nem vivo a pensar nisso, gostava de saber se posso fazer algo mais. Durante algum tempo usei o Bio-Oil (sem qualquer indicação médica), mas de facto não vi qualquer efeito. Então, no caso de estrias, o que fazer?

estrias

Estrias recentes e estrias antigas

Na consulta, a Dra. Marisa André explicou-me que o importante no tratamento das estrias é gerir expectativas. Não é possível curar estrias, mas é possível melhorar. Estrias recentes são mais fáceis de tratar que estrias antigas. Naquelas que estão rosadas ou arroxeadas (mais recentes) consegue utilizar-se o laser vascular que permite retirar a cor das estrias e sendo menos profundas, com o resurfacing ou o dermaroller consegue-se que fiquem muito atenuadas. No caso de estrias mais antigas, que já estão brancas (o meu caso), só é possível tentar alisar.

estrias

Utilização de retinoides

Os retinoides, como a tretinoína (ATENÇÃO: a tretinoína é um medicamento sujeito a receita médica e não deve ser usado sem prescrição e sem acompanhamento) são usados nas estrias. Quando os dermatologistas fazem resurfacing, preparam a pele com tretinoína. Quando a pele é renovada, voltam a usar tretinoína. Outra forma de utilização é com dermaroller, em que passam a tretinoína primeiro, depois o dermaroller e depois novamente a tretinoína, para aumentar a sua absorção, ou o contrário, depende da tolerância da pele de cada pessoa e do local das estrias. O dermaroller é um dispositivo que só deve ser utilizado por médico especialista.

estrias

Resurfacing

O resurfacing é uma técnica utilizada não só para o tratamento de estrias, mas também para o rejuvenescimento da pele, tratamento de manchas, cicatrizes de acne e outras cicatrizes. O resurfacing com laser de CO2 aumenta muito rapidamente a temperatura dos tecidos, destruindo a epiderme – o que corrige as imperfeições superficiais, e induz a produção de colagénio na derme, melhorando também a flacidez cutânea. A recuperação é rápida, cerca de 3-4 dias. Nos casos em que o resurfacing é feito com o objetivo de rejuvenescer a pele e tratar manchas e rugas, os resultados oferecidos são comparáveis a um peeling médio com ácido glicólico ou TCA (ácido tricloroacético), mas com tempo de recuperação três vezes inferior.

Este procedimento é pouco doloroso e utiliza-se anestesia local. Após o tratamento pode ocorrer inchaço, dor moderada e crostas que são minoradas pelo uso de medicamentos. Existem outras complicações menos frequentes, como a hiperpigmentação transitória e vermelhidão persistente (até 2 ou 3 meses). Quanto a complicações raras, podem acontecer infeções e cicatrizes. Para evitar este tipo de complicações, o resurfacing deve ser feito durante os meses de inverno. Devem ainda ser seguidas as recomendações médicas como a proteção solar e a profilaxia de infeções com antibiótico, por exemplo. A vantagem do resurfacing é ter um efeito bastante imediato e com um tempo de recuperação relativamente rápido.

estrias

Micropigmentação de estrias

Já existem algumas clínicas que se especializam na micropigmentação de estrias, mas este é ainda um método muito controverso e que gera muitas dúvidas na sua segurança e eficácia, pelo que a minha opinião é aconselhares-te sempre com um dermatologista e não fazer um procedimento destes sem indicação médica. O que acontece quando a pessoa faz exposição solar, por exemplo? Que tipo de pigmentos são usados? Estes procedimentos são supervisionados por um médico? Quais são os efeitos secundários?

O meu plano

No meu caso, a Dra. Marisa disse-me que se consegue melhorar a profundidade das minhas estrias. Mas não se consegue que desapareçam completamente. Perguntou se eu tinha feito uma lipoaspiração ou se perdi peso. Repostas: não e não. Sugeriu tentar tonificar a pele, com exercício físico ou com radiofrequência. Também mencionou a genética (e sim, há estrias na família!). Depois desta consulta aumentei o exercício para 3x por semana e fiz algumas sessões de radiofrequência nessa zona – e a verdade é que senti efeitos mais notórios e rápidos da radiofrequência na parte interior das coxas (vs a radiofrequência na zona da barriga para aumentar a firmeza que no meu caso demora mais a surtir efeito). Mas aqui estamos a falar apenas de firmeza. Faço radiofrequência, e outros tratamentos, na Body Concept.

Quanto a um plano para as minhas estrias, vou aplicar de manhã o creme D’Aveia Anti Estrias e fazer a tretinoína 3x por semana, à noite.

Como referi no início, não vivo obcecada com esta questão, mas quero tentar perceber se é possível atenuar um pouco as marcas das estrias, até porque como sou bastante morena, e as estrias são brancas, são visíveis. Qual a tua experiência com tratamentos para as estrias? Há algo que tenha funcionado contigo?

estrias

Fotografia: Yellow Savages

Disclaimer: Este post não é patrocinado. Os produtos / medicamentos que vou utilizar foram prescritos para a minha pele, tendo em conta o estado da mesma e os objetivos que eu queria atingir. Não deves usar medicamentos sem conselho de um médico ou profissional de saúde, pois os mesmos podem não ser os mais benéficos para a tua pele. Este artigo tem um link afiliado. Ou seja, se comprares através do link que eu disponibilizo (no dia ou até uns dias a seguir), eu ganho um valor sobre essa compra, e o mesmo é utilizado para financiar este projeto. O link foi escolhido com o objetivo de te apresentar uma opção segura de compra a um excelente preço.

Posts relacionados

Celulite – como abordar e tratar? (segundo a dermatologista)

Desde que comecei o projeto Beautyst, que recebi várias sugestões sobre este tema: celulite - como abordar e tratar? Isto porque facilmente se percebe que é uma área em que existem muitas falsas “soluções milagro...

Julho 2, 2019

1ª consulta de cirurgia plástica: os meus implantes

Já vos falei aqui sobre o motivo que me levou a decidir fazer implantes mamários. Hoje quero partilhar convosco o que foi falado na 1ª consulta que fiz para conhecer o cirurgião, o Prof. Dr. Manuel Caneira, e par...

Abril 18, 2019

Gordura localizada na barriga

Sempre fui magra. Sempre pesei menos de 50 kgs. E sim, sempre sem dietas, a comer o que quis. Até chegar aos 37 / 38 anos. O meu peso aumentou um pouco. Desconfio que também por causa do início do exercício físic...

Março 28, 2019

Comenta este post

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

As seguintes regras de RGPD (Regulamento Geral Proteção de Dados) terão de ser lidas e aceites:
Este formulário armazena o teu nome, e-mail e conteúdo para que possamos acompanhar os comentários colocados no site. Para mais informações, consulta a nossa política de proteção de dados, onde obterás mais informações sobre onde, como e por que armazenamos os teus dados.

recebe as novidades beautyst

A
Aceito as condições gerais. Consulta a nossa política de proteção de dados.

My beauty Wishlist