O ingrediente anti envelhecimento que não dispenso

antienvelhecimento

Os meus muitos anos de Indústria Farmacêutica centraram a minha atenção nos ingredientes e substâncias ativas dos variadíssimos produtos, desde a cosmética ao medicamento. São muitos anos acumulados que me permitiram perceber que MUITO mais que as marcas, são os ingredientes ou ativos que verdadeiramente interessam e para onde devemos olhar. Claro que há vários ingredientes a termos em atenção quando o assunto é anti envelhecimento e manter a nossa pele o mais sã e bonita possível (beleza = saúde). Por isso é inevitável que um dos ingredientes que valorizo diariamente na minha rotina de beleza seja o ácido glicólico. O que é? O ingrediente anti envelhecimento que não dispenso.

antienvelhecimento

O ácido glicólico, ao contrário do que o nome sugere, como algo “corrosivo” ou maléfico para a nossa pele, é um alfahidroxiácido derivado do acúcar, um componente com uma capacidade incrível de esfoliação química da nossa pele e com diversos benefícios de que já irei falar. Desta classe dos alfahidroxiácidos, pertencem vários ácidos para além do glicólico.

Por que devemos incorporar o ácido glicólico na nossa rotina anti envelhecimento?

Primeiro porque é um ingrediente com muitos anos de experiência (mais de 40), muito eficaz e que quando usado de forma correta produz efeitos transformadores na nossa pele. A capacidade de os ácidos penetrarem mais ou menos na nossa pele depende da sua estrutura molecular. Os ácidos com um “tamanho” mais pequeno penetram mais e geralmente por esse motivo são mais eficazes. Então, da estrutura molecular mais pequena (mais eficaz) à estrutura molecular maior (menos eficaz), temos por esta ordem: ácido glicólico, ácido láctico, ácido málico, ácido cítrico e finalmente o ácido mandélico. É muito comum haver produtos cosméticos com este ingrediente, basta procurar na lista INCI (lista de ingredientes) por “glycolic acid” não esquecendo que quanto mais cedo aparecer nessa lista maior a concentração do ingrediente no produto.

antienvelhecimento

Vantagens do ácido glicólico

Desde que uso ácido glicólico na minha rotina percebi efeitos impressionantes na minha pele, nomeadamente uma textura muito mais regular e lisa, poros mais pequenos, uma tez mais luminosa, manchas muito atenuadas (lentigos solares) e um brilho que só o ácido glicólico me consegue proporcionar. Para além disso, o ácido glicólico:

  • Reverte os efeitos do fotoenvelhecimento
  • Diminui a profundidade das rugas
  • Aumenta a elasticidade da pele e uniformiza o tom de pele
  • Aumenta a hidratação da pele (por consequente aumento dos níveis de ácido hialurónico na derme)
  • Desvanece marcas de borbulhas e cicatrizes
  • Melhora a função barreira (a pele tem esta função e é muito importante não a destabilizar)
  • Aumenta a proliferação celular da epiderme e a sua espessura
  • Sintetiza o colagénio
antienvelhecimento
Mas… há mas?

Sim, porque se não usados em concentrações adequadas e sobretudo se não souberes “ouvir e observar” a tua pele, podes sensibilizá-la. Os alfahidroxiácidos causam fotossensibilidade, o que significa que a pele fica mais sensível ao sol, podendo desenvolver manchas, por exemplo. Por isso é OBRIGATÓRIO o uso de proteção solar elevada todos os dias de manhã! E durante a exposição solar (praia / férias) esquecer o uso deste ingrediente. O ácido glicólico pode ser usado de manhã ou à noite, no entanto pela sua capacidade fotossensibilizante e também pelo facto de a pele estar mais permeável durante a noite, eu adoro usar este ingrediente à noite. Mas atenção a estes pormenores:

  • O ácido glicólico pode irritar a pele (sensação de picada em pele sensível)
  • Nesse caso deverá procurar-se uma concentração no produto inferior a 10% e pH igual ou superior a 3.5
  • Saber optar pela regularidade e percentagem (mais vale testar 1x por semana um produto como um tónico ou produto de limpeza, depois aumentar a periodicidade, e mais tarde incorporar em cuidado hidratante – creme de noite por exemplo, e por fim um sérum – que terá em princípio uma percentagem mais elevada deste ingrediente)
  • Não esquecer nunca a proteção solar diária!
  • Não exagerar! Se a pele não tolerar não insistir!
  • Os produtos cosméticos por norma têm concentrações entre 4-20% de ácido glicólico
  • E são usados com concentrações >20% em peelings por exemplo (no fotoenvelhecimento, acne, psoríase, queratose) – por isso é preciso ter muita atenção a produtos que têm concentrações elevadas, os quais devem ser manuseados por dermatologista ou cirurgião plástico.
antienvelhecimento
Produtos com ácido glicólico que eu uso e adoro? Tónicos e produtos de limpeza:

Recomendo sempre que quem tenha uma pele muito sensível comece apenas por um tónico ou mesmo um produto de limpeza. Eu adoro o Glow Tonic da Pixi (encontra-se à venda na Sephora) com 5% de concentração. Mas há outros tónicos também com este ingrediente, como o da Pestle & Mortar que comprei recentemente (6,8% de concentração) e ainda o tónico da The Ordinary com 7%. Nos produtos de limpeza existe o Crème Moussante da Lierac que tem também ácido láctico e málico (composição muito interessante) e a espuma glicólica da Neostrata.

antienvelhecimento

Cremes, séruns e ampolas:

O meu creme de noite tem ácido glicólico, o Neostrata SkinActive Creme Regenerador Celular de que já falei várias vezes com 5% de concentração. Ainda nos cremes, a Martiderm tem duas excelentes opções de cuidado noturno, o Pro-Reg 8 Cream e o Pro-Reg 15 Cream, em que varia a concentração de ácido glicólico (de 8% para 15%) e que ainda têm na sua composição outros ácidos como o láctico, mandélico, málico e cítrico. Pode iniciar-se a experiência com o Pro-Reg 8 e continuar com o Pro-Reg 15 (segredo: dois produtos que ando ansiosa por experimentar).

Também gosto de usar antes do creme de noite um sérum ou ampolas com ácido glicólico. Neste caso já experimentei as ampolas Night Renew da Martiderm (cada uma dá para 2 utilizações) e claro que um favorito de todo o sempre é o Sérum Gel Resurface da Neostrata, que tem uma concentração muito elevada (na gama de séruns será um dos mais potentes – por isso atenção peles muito sensíveis e uma bombada é suficiente para todo o rosto).

antienvelhecimento

Gostaste deste artigo? Já usas ácido glicólico na tua rotina de beleza? O que gostavas de saber mais?

Fotografia: Yellow Savages

 

 

Posts relacionados

O que muda na pele aos 40 anos?

Há mudanças na pele aos 40 anos. Não é mito (sei porque sinto na primeira pessoa!). Quando tinha 20 anos e ouvia as mulheres de 40 a explicarem as alterações no corpo e na pele eu não compreendia . Mas... percebi...

Novembro 12, 2019

3 erros que nos envelhecem na maquilhagem

Claramente a partir de uma certa idade temos de ter cuidados mais do que redobrados para que a maquilhagem não nos envelheça. Eu tenho imensos truques e tenho 40 anos! Perguntam-me o que faço e tudo tem uma ciênc...

Outubro 8, 2019

5 questões de beleza imprescindíveis aos 40 (ou mais) anos

Já falei algumas vezes por aqui e nas minhas redes sociais, Instagram e Facebook, sobre a diferença que é ter a minha idade, 40 anos, quando o assunto é beleza. Aos 20 e mesmo aos 30 as questões que eu tinha eram...

Julho 23, 2019

2 comentários

  1. teresa batoréu diz:

    Olá! Tenho 40(e um) anos e sou uma analfabeta em cosmética. Tal como tu vejo sinais de envelhecimento em mim e a cara que sempre me rendeu um “pareces mais nova” já se transforma bastante. Sempre tive pouquíssimos cuidados e sou incapaz de compras desinformadas. Daí que venha andando às cegas e com cremes demasiado básicos para a minha idade. Esta informação que partilhas é valiosa e sobretudo criteriosa. Obrigada Joana!

    1. Joana Alvares diz:

      Muito obrigada Teresa pelo teu cuidado e carinho! Um grande beijinho, Joana

Comenta este post

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

As seguintes regras de RGPD (Regulamento Geral Proteção de Dados) terão de ser lidas e aceites:
Este formulário armazena o teu nome, e-mail e conteúdo para que possamos acompanhar os comentários colocados no site. Para mais informações, consulta a nossa política de proteção de dados, onde obterás mais informações sobre onde, como e por que armazenamos os teus dados.

recebe as novidades beautyst

A
Aceito as condições gerais. Consulta a nossa política de proteção de dados.

My beauty Wishlist