Proteoma e Age Proteom: qual é afinal todo o buzz?

Age Proteom proteoma

# Artigo escrito em parceria com o Institut Esthederm. Disclaimer: embora este artigo seja uma parceria, ele contém apenas as minhas opiniões sinceras sobre este tema. Todas as parcerias são pensadas por forma a serem informativas e úteis, e acima de tudo, com marcas e produtos com os quais eu me identifico. Certamente para as mais atentas… o sérum Age Proteom não tem “dado uma folga” e ainda não parou de aparecer basicamente em todo o lado. Este é o sérum que demonstrou clinicamente que a pele pode envelhecer duas vezes mais devagar, com base num mecanismo de ação tão inovador que a palavra proteoma passou a fazer parte do discurso das mais fervorosas adeptas de cuidados de pele. Mas porque é que o proteoma é tão importante quando se fala em envelhecimento? E afinal em que consiste a inovação Age Proteom?

Proteoma: o conjunto de todas as proteínas do organismo e que representa 70% da nossa pele

O que é o proteoma? São todas as proteínas de uma célula ou organismo, o 2º maior componente do corpo depois da água, representando mais de 20% do mesmo. É um recurso indispensável que permite as várias funções essenciais em todos os órgãos. As proteínas são macronutrientes responsáveis pela firmeza da pele. 70% da nossa pele é composta por proteínas e, entre as principais, estão a queratina, o colagénio e a elastina, amplamente reconhecidas.

Este tema tem ganho muito protagonismo. Apesar de muitas vezes ser deixada de lado, a ingestão adequada de proteína é fundamental para garantir uma pele mais firme e saudável. Porém, existe ainda um fator importante: como manter íntegras as proteínas da pele? Como garantir que este proteoma “sobrevive” à passagem do tempo?

O que acontece quando o proteoma “envelhece”?

Age Proteom proteoma

À medida que envelhecemos, as proteínas da pele perdem a sua estrutura e a capacidade de desempenhar as suas funções, razão pela qual são destruídas ou eliminadas. Até 30% de todas as proteínas da pele podem ser alteradas devido à oxidação. Este processo denomina-se de carbonilação. As proteínas carboniladas são difíceis de eliminar e acumulam-se sob a forma de agregados tóxicos que aceleram o processo de envelhecimento da pele. O proteoma afetado leva ao aparecimento de rugas, tez baça e irregular, perda de firmeza e densidade.

O que acontece às proteínas da pele?

A carbonilação afeta o proteoma da pele, o conjunto das suas proteínas, e:

  1. A capacidade de retenção de água é diminuída – as camadas mais superficiais da pele desidratam
  2. A luminosidade e a uniformidade da pele são alteradas porque a queratina na epiderme é afetada
  3. A pele perde densidade, firmeza e elasticidade porque há alterações nos fibroblastos e quebra das fibras de colagénio e elastina na derme
A inovação: proteger o proteoma com moléculas chaperone, com duplo modo de ação – escudo físico e antioxidante

As moléculas chaperone são moléculas que protegem a estrutura das proteínas e é graças a elas que alguns microorganismos são praticamente imortais. São poderosos antioxidantes que formam um escudo que protege as proteínas da carbonilação com um duplo modo de ação: um escudo físico e um escudo biológico do proteoma, totalmente inovador em cosmética.

  • As moléculas chaperone têm esta designação porque protegem FISICAMENTE a estrutura das proteínas o que reduz de forma considerável a sua sensibilidade a alterações.
  • As moléculas chaperone formam um escudo biológico que protege as proteínas da carbonilação com uma ação ANTIOXIDANTE
Qual a diferença de Age Proteom face aos antioxidantes tradicionais?

Os antioxidantes tradicionais não protegem especificamente as proteínas (proteoma) porque são lipofílicos OU hidrofílicos. Para proteger as proteínas o antioxidante deve ser lipofílico E hidrofílico para ter uma afinidade específica com as proteínas da pele e conseguir por isso o duplo modo de ação: chaperone para proteger fisicamente as proteínas e antioxidante para criar um escudo biológico contra a carbonilação.

A eficácia de Age Proteom na proteção do proteoma e nos sinais do envelhecimento: o que dizem os estudos

Age Proteom proteoma

A NAOS, grupo a que pertence a Esthederm, desenvolveu inúmeros estudos que comprovam cientificamente as alegações do novo Age Proteom. No e-poster Skin proteome protection, a new ecobiological target in healthy aging os autores* tinham como objetivo avaliar a eficácia de bacteriorubinas, uma nova classe de moléculas chaperone e antioxidantes extraídas de uma bactéria extremófila (extremamente resistente), Arthrobacter agilis, na proteção do proteoma e na prevenção consecutiva de todos os sinais de envelhecimento da pele. Age Proteom contém uma combinação de 6 formas diferentes de bacteriorubinas.

Foi realizado um estudo in vivo durante 28 dias em 23 mulheres fumadoras (entre os 38 e os 69 anos), com fototipos II a III, aplicando na hemiface (metade do rosto) duas vezes ao dia o sérum contendo bacteriorubinas versus placebo. Foi usado um score de carbonilação para medir as proteínas totais e a proteína carbonilada na proteína extraída de amostras realizadas nas hemifaces.

Foi também realizado um estudo clínico em 55 mulheres (entre os 42 e os 65 anos) que aplicaram durante 6 meses, duas vezes ao dia, na metade do rosto, um creme neutro e o sérum contendo bacteriorubinas versus o creme neutro sozinho. A cada mês, os principais sinais de envelhecimento foram pontuados: rugas – pés de galinha, sob os olhos e sulco nasolabial, firmeza, densidade, tez, manchas de pigmentação e brilho, a partir dos quais foi calculada a evolução global do envelhecimento.

A marca comprovou um abrandamento do envelhecimento da pele em -55% logo no primeiro mês de utilização. Após 6 meses os resultados observados foram 4 vezes melhores na redução das rugas, uniformização da tez, melhoria da luminosidade, densidade e firmeza.

Neste estudo foi demonstrado que as bacteriorubinas apresentaram forte potencial antioxidante, superior às moléculas antioxidantes de referência, incluindo a vitamina C.

Além disso, as bacteriorubinas preveniram 70% da carbonilação de proteínas após exposição à luz UVA ou azul, e 100% após exposição à poluição (a radiação UVA, a luz azul e a poluição aumentam significativamente a carbonilação nos queratinócitos humanos normais).

* Floriane Desby-Gayraud, François-Xavier Pelay, Elodie Burty-Valin, Félix Giraud, Benoît Cadars, Nicolas Lecland, Arnaud Fontbonne, Julie Tisserand, Sandra Trompezinski, Isabelle Benoit, Eric Perrier e Michèle Sayag do Grupo Naos e do Naos Institute of Life Sciences

Age Proteom e a proteção do proteoma: a minha avaliação

Age Proteom proteoma

Todo o buzz em torno do novo Age Proteom tem uma razão de ser, e a mesma está sedimentada na investigação e desenvolvimento deste sérum que:

  1. É uma nova forma de encarar os cuidados de pele, baseada na proteção das proteínas da pele, com ação antioxidante + escudo físico
  2. Comprovou um abrandamento do envelhecimento da pele em -55% logo no primeiro mês de utilização e após 6 meses os resultados observados foram 4 vezes melhores na redução das rugas, uniformização da tez, melhoria da luminosidade, densidade e firmeza
  3. Por todos os motivos descritos é um cuidado que pode ser usado por todas as idades, para abrandar o envelhecimento da pele, durante todo o ano e por todos os tipos de pele e que demonstrou eficácia em 5 sinais do envelhecimento: rugas, perda de luminosidade, tez irregular, perda de firmeza e perda de densidade
  4. Ao contrário dos séruns tradicionais pode ser usado sozinho ou com um creme – a textura é ligeira mas hidratante, uma vez que a galénica é um sérum-emulsão
  5. Ajuda a prolongar os efeitos dos procedimentos médico estéticos através da proteção do proteoma da pele

 

Onde comprar? Em farmácias ou parafarmácias ou online, por exemplo aqui.

 

Absolutamente fluido e transversal é uma novidade da cosmética com ação antioxidante e ação protetora do proteoma da pele numa abordagem completamente diferente ao envelhecimento da pele, num sérum que se materializa num produto extremamente agradável de usar, muito fluido, confortável e que oferece um viço lindo e imediato à pele e uma promessa impressionante.

 

Fotografia: Márcia Soares

Posts relacionados

DermaGlow, rejuvenescer em 3 sessões, é possível?

Os protocolos em dermatologia estão a tornar-se cada vez mais eficazes para dar resposta às queixas de pele mais frequentes, combinando tecnologia de ponta e os equipamentos mais avançados para resultados naturai...

Junho 15, 2024

Foreo Luna 3 e o método infalível para uma pele radiante

Há uns anos fiz um artigo bastante completo sobre a minha experiência com a Foreo e com a opinião de dermatologistas. Na verdade, procuro mexer o mínimo possível na minha pele, e a Foreo realiza uma esfoliação fí...

Maio 21, 2024

High Collagen 2.0, o novo suplemento de colagénio: o que muda?

Quando envelhecemos, a nossa pele passa por algumas mudanças inesperadas. O colagénio, que é como o "cimento" que mantém a nossa pele firme e suave, começa a diminuir em quantidade e qualidade. Isso significa que...

Março 10, 2024

Comenta este post

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

As seguintes regras de RGPD (Regulamento Geral Proteção de Dados) terão de ser lidas e aceites:
Este formulário armazena o teu nome, e-mail e conteúdo para que possamos acompanhar os comentários colocados no site. Para mais informações, consulta a nossa política de proteção de dados, onde obterás mais informações sobre onde, como e por que armazenamos os teus dados.

recebe as novidades beautyst

    A

    Aceito as condições gerais. Consulta a nossa política de proteção de dados. Este website está protegido pelo reCAPTCHA e a Política de Privacidade e Condições do Serviço do Google são aplicáveis.

    My beauty Wishlist

    Copyright Beautyst . 2024